Derrotado na bola, Palmeiras tenta o golpe

Walter Falceta

Walter Falceta Jr. é paulistano, jornalista, neto de Michelle Antonio Falcetta, pintor e músico do Bom Retiro que aderiu ao Time do Povo em 1910. É membro do Núcleo de Estudos do Corinthians (NECO).

ver detalhes

Derrotado na bola, Palmeiras tenta o golpe

Coluna do Walter Falceta

Opinião de Walter Falceta

13 mil visualizações 130 comentários Comunicar erro

Derrotado na bola, Palmeiras tenta o golpe

Maycon: nos tiros livres diretos, decreta o triunfo mosqueteiro

Foto: Agência Corinthians

1) Este na foto é Maycon, atleta nosso, dedicado e sério. Ele enviou a bola ao fundo das redes adversárias, no confronto de domingo, decretando a conquista do 29o. título paulista da esquadra mosqueteira.

2) O Palmeiras, no entanto, pretende anular este e outros lances do prélio disputado no último domingo. Assim como deseja cancelar o golaço coletivo concluído por Rodriguinho.

3) Em seu site, munindo-se de imagens da partida, o Palestra procura desesperadamente provar uma suposta interferência externa nos procedimentos da arbitragem. O episódio em foco envolve Dudu e Ralf, em disputa de bola na grande área alvinegra.

4) A tese é de que tais atos configurariam um "erro de direito", o que serviria de pavimento para uma ação destinada a anular a partida.

5) Em tom de ameaça, o clube exige pronunciamento imediato das entidades administrativas do esporte e promete outras medidas cabíveis para mudar o resultado do campeonato.

6) O fracasso alviverde, no entanto, carece de autocrítica. Em Itaquera, por exemplo, o árbitro assinalou falta em lance que deveria resultar em penalidade máxima.

7) Tampouco há referência a um fato inegável: no lance do Allianz Parque, não se configura infração do volante corinthiano. Portanto, de maneira constrangedora e desaforada, o esboço de tapetão verde ignora a decisão correta do árbitro.

8) Está no espírito do Direito: vale mais o atraso, desde que finalizado com o alcance da justiça, do que a sentença errônea, baseada na conveniência e na pressa.

9) O Corinthians venceu na bola, com méritos, com o valor de seus atletas e da comissão técnica. Não pode, portanto, dobrar-se ao arbítrio dos fracassados, tampouco às perversidades de setores da imprensa.

10) Que estejamos atentos aos projetos de exceção que sempre favorecem o clube alviverde. Que o fax se mantenha aposentado. E que a imbecilidade rancorosa não vença a competência e o bom senso.

Veja mais em: Dérbi.

Coluna do Walter Falceta

Por Walter Falceta

Walter Falceta Jr. é paulistano, jornalista, neto de Michelle Antonio Falcetta, pintor e músico do Bom Retiro que aderiu ao Time do Povo em 1910. É membro do Núcleo de Estudos do Corinthians (NECO).

O que você achou do post do Walter Falceta?