Comentário de Fabinho em "Perto de reencontro, Renato Augusto comenta..."

"Eu acho que na época, com o Guerrero, a gente jogava muito em função dele, a gente tinha um cara que era pivô, e a gente dava mais a bola para ele. Hoje, com o Love, ele movimenta muito, tem uma movimentação tática absurda, quando eu vou ver ele tá na lateral, não é possível. Com isso, comecei a entrar mais na área, Jadson também, Elias"

O R.A disse tudo. A saída do Guerrero (n desmerecendo o que ele fez) foi muito boa para o Corinthians.

em Notícia > Perto de reencontro, Renato Augusto comenta escolha de Guerrero e...

Responda o comentário do Fabinho

  • 1000 caracteres restantes

Réplicas desse comentário

  • Foto do perfil de Guilherme

    Guilherme Castro 6326 comentários

    6. 21/10/2015 às 10h15

    Realmente, foi boa para o grupo como um todo. Fazer isso de jogar em função é ruim, pois na ausência do mesmo a equipe fica muito fragilizada. Vide a seleção e o "menino Neymar". Quando ele não joga, ficam meio sem saber o que fazer.

  • Foto do perfil de Pingo

    Pingo Moreira 2888 comentários

    5. 21/10/2015 às 09h03

    O time demorou mas aprendeu a jogar de outra forma... Isso foi muito bom para a equipe..

  • Foto do perfil de Francisco

    Francisco Lima 794 comentários

    4. 21/10/2015 às 08h59

    Isso é muita verdade irmão, eramos muito dependente do guerreiro, hoje temos um time com um grupo forte e não um jogador forte como antes.

  • Foto do perfil de SCCP

    Sccp 1910 371 comentários

    3. 21/10/2015 às 00h53

    Verdade. Quando ele se machucava não tinha gol.

  • Foto do perfil de Ciro

    Ciro Hey 39344 comentários

    2. 20/10/2015 às 23h18

    Mas é muito mais fácil um cara jogar com um time com Renato Augusto, Jadson e Elias jogando em função dele do que com Caceres e Alan Patrick rsrs bela escolha do Guerrero. No final acabou sendo ótimo para o Corinthians esse esquema.. Porque agora temos mais movimentação e triangulações. Com o Guerrero era mais difícil fazer isso

  • Foto do perfil de Alexandre

    Alexandre Flauzino 8186 comentários

    1. 20/10/2015 às 15h38

    Realmente, ganhamos muito com love nessas movimentações!