Comentário de Matheus em "Emerson Sheik é aplaudido pela Fiel..."

Ao contrário do Guerreiro... Sheik quis ficar na época... Guerreiro provavelmente já estava acertado com os mulambos!
Acho o gol do Guerreiro importante quanto do Emerson Sheik... Mais não o considero ídolo como o Sheik!

em Notícia > Emerson Sheik é aplaudido pela Fiel; ex-camisa 11 ganha abraço e...

Em resposta ao comentário:

Não vejo diferença entre o Sheik e o Guerrero, ambos foram para o Flamiengo na mesma época, "aah, mas o Guerrero disse que no Brasil só jogaria no Corinthians", acreditar nisso é ser muito inocente, mas ele teria cumprido, caso a diretoria o tivesse valorizado como merecia. Mas acharam melhor continuar pagando para o Pato jogar nos bambis né, então cada um fica com o profissional que merece. Enfim, são ídolos incontestáveis da nossa história recente e merecem todas reverências antes da bola rolar, mas o peruano não será reverenciado tão cedo.
Ah, e o Sheik com 38 anos botou o Pablo no bolso, nosso zagueirão não ganhou uma sem fazer falta. Rs'

Responda o comentário do Matheus

  • 1000 caracteres restantes

Réplicas desse comentário

  • Foto do perfil de Leandro

    Leandro 6301 comentários

    1.

    O Guerrero quis ficar também, lembre-se que faltando 6 meses para o término de um contrato, o jogador pode assinar um pré-contrato com qualquer clube e ele não o fez, mesmo estando super em alta no mercado naquele momento, esperou praticamente até o último dia do contrato, responsáveis pela sua saída foram o senhores Mário Gobbi e Banana de Andrade.
    Ah, e dizer que o maior artilheiro estrangeiro da história de um clube de 106 anos não é ídolo porque cumpriu o contrato e foi jogar em outro clube, chega a ser cômico. Rs'