Carille não era desacreditado pela torcida, e sim pela mídia: prova no tópico

Fórum do Corinthians
Tópico Lendário Entenda as regras

Ciro #49 @ciro.hey em 07/08/2017 às 15:39

Antes de anunciarem o Carille aqui, fiz uma enquete aqui no meu Timão perguntando se seriam a favor da efetivacao dele e do Loss, pensando em planejamento já que ambos conheciam bem o clube, elenco profissional e base..

Quase 80% dos Corintianos eram a favor da efetivação dele, antes de sequer ser cogitado.

A mídia fala que ele era desacreditado pela torcida, o que não é verdade!

Como eles próprios reconhecem, o Meu Timão é a página onde as pesquisas podem ser levadas a sério...

O post é de 21/12/2016 feito as 19hrs e 22 minutos.

Carille foi efetivado 24hrs depois.

Então segue o link aí para vocês...

https://www.meutimao.com.br/forum-do-corinthians/mercado-da-bola/346081/dada-atual-circunstancias-vc-gostaria-de-ver-uma-dupla-losscarille-no-comando-do-corinthians ENQUETE: Dada atual circunstâncias, você gostaria de ver uma dupla Loss/Carille no comando do... Pelo visto somos os únicos atrasados no planejamento para 2017, levando em conta que: - Loss está no clube desde 2013 e Carille desde 2009 - Loss conhece a... meutimao.com.brmeutimao.com.br

Se não quiserem acessar o link, seguem os dois prints do Post e da Pesquisa:

6.590 visualizações e 219 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhores respostas

Timão Eh.. Oh.. #1.069 @timaoehoh em 08/08/2017 às 12:52

A época eu escrevia #apoiocarille e tantos outros torcedores. Os 'especialistas' erram feio é nunca irão assumi - los

Marc Nobre #565 @marc.nobre1 em 08/08/2017 às 10:36

Eu acreditava no Carille desde a vitória em cima do Cruzeiro na Copa do Brasil do ano passado no jogo de ida ai o banana me vem com Oswaldo de Oliveira que conseguiu perde o jogo de volta e tirar o time do G6.

Últimas respostas

Ciro Hey #49 @ciro.hey em 10/08/2017 às 19:45

O sucesso de um clube também se deve à manter um padrão de jogo de sucesso. Só ver o número de títulos que temos desde 2008 quando se começou essa filosofia de jogo implantada por Mano Menezes. Desde então a filosofia foi mantida e só aprimorada pelo próprio Mano, duas vezes por Tite e agora por Carille. Outros treinadores que tentaram mudar esse DNA não duraram 03 meses, mas deixaram mesmo que pouco, alguns ensinamentos. Quando o Carille sair, seja daqui 01,02,03,05 anos... Corinthians vai continuar com esse DNA com outro treinador seja o Loss ou algum outro treinador com filosofia semelhante.. E vai continuar anos à frente dos outros clubes que não sabem o que querem

João #1063 @joaolira em 10/08/2017 às 19:42

" "

Mais fácil construir uma torre se todos falam a mesma língua.

Publicidade

João Lira #1.063 @joaolira em 10/08/2017 às 19:42

Mais fácil construir uma torre se todos falam a mesma língua.

Ciro #49 @ciro.hey em 09/08/2017 às 00:37

" "

Exato.

Méritos do Alessandro que sabia o que buscar.

Toda hora que um clube vai no marcado atrás de treinador sempre traz um treinador com uma identidade oposta da outra, não sabe o que quer.

Por exemplo: Atlético mandou embora o Roger e traz o Micalle.. Não tem nada haver!

Corinthians tem esse DNA de defesa forte, time compacto e toques rápidos.

Carille está na mesma linha de Tite e Mano.

Outro treinador que trabalha nessa linha é o Jair do Botafogo.

Milton Mendes do Vasco faz algo parecido.

E vendo o Bahia jogar contra a bicharada fim de semana, vi um esquema defensivo parecido também. (Treinador é o Jorginho).

Clube tem que saber o que quer buscar.

Sandra Lima #1 @sandra.lima4 em 09/08/2017 às 08:42

A verdade é que ninguém acreditava.

Fernando S. #665 @fernando.schlichting em 09/08/2017 às 02:20

A mérdia sempre jogando nas costas dos outros...

Ciro Hey #49 @ciro.hey em 09/08/2017 às 01:34

Carille deles todos é o cara a mais tempo dentro do sistema. Viu todos ajustarem aqui e ali. Voltou o que funcionava, e deixou a coisa fluir. Fazendo os encaixes dele. Óbvio que ele tem talento, mas a pratica dele nesses treinamentos ajudou bastante, assim como ideias de novos auxiliares.

Sergio #10384 @sergiofiel em 09/08/2017 às 01:24

" "

Aí você tem razão. Quem tentar mudar isso agora, não fica. Acho que começamos meio copiando a Inter do Mourinho mas agora, sinceramente, não sei se é empolgação minha, mas, com o Carille, chegamos a um estágio meio inédito em termos de tática moderna. Acho que se esse esquema do Carille realmente funcionar até o fim do campeonato, com os testes internacionais da Sul-Americana, estaremos inventando um jeito novo, não sei, uma forma de, dentro de nossas limitações de futebol pobre, mundialmente falando, nos nivelarmos com qualquer time europeu. É cedo pra dizer isso, porque não sabemos como vamos nos portar nas adversidades (mal sabemos o que é perder este ano!), mas se o esquema Carille funcionar, teremos inventado um novo futebol, menos faltoso, de menos posse de bola, mas que não é chato (e, na real, nos times mais limitados do Tite os resultados vinham, mas dava raiva assistir) e dá resultado. Carille, se emplacar bem seu esquema por aqui por um tempo razoável, vira Deus na Itália, a nação da tática e da 'casinha fechada' (o famoso e eficiente 'catenaccio' italiano).

Sergio #fiel #10.384 @sergiofiel em 09/08/2017 às 01:24

Aí você tem razão. Quem tentar mudar isso agora, não fica. Acho que começamos meio copiando a Inter do Mourinho mas agora, sinceramente, não sei se é empolgação minha, mas, com o Carille, chegamos a um estágio meio inédito em termos de tática moderna. Acho que se esse esquema do Carille realmente funcionar até o fim do campeonato, com os testes internacionais da Sul-Americana, estaremos inventando um jeito novo, não sei, uma forma de, dentro de nossas limitações de futebol pobre, mundialmente falando, nos nivelarmos com qualquer time europeu. É cedo pra dizer isso, porque não sabemos como vamos nos portar nas adversidades (mal sabemos o que é perder este ano!), mas se o esquema Carille funcionar, teremos inventado um novo futebol, menos faltoso, de menos posse de bola, mas que não é chato (e, na real, nos times mais limitados do Tite os resultados vinham, mas dava raiva assistir) e dá resultado. Carille, se emplacar bem seu esquema por aqui por um tempo razoável, vira Deus na Itália, a nação da tática e da 'casinha fechada' (o famoso e eficiente 'catenaccio' italiano).

Ciro #49 @ciro.hey em 09/08/2017 às 01:13

" "

Mas o estilo de jogo foi implantando em 2008/2009/2010 por Mano.

Adilson tentou mudar e não deu certo, ficou 03 meses.

Tite veio e voltou a configuração defensiva que já era bem ajustada com os mesmos jogadores.

Quando ele saiu, Mano fez a reformulação mas manteve o estilo de jogo.

Voltou Tite, manteve o sistema e implementou mais algumas ideias novas.

Vieram CB, abriu um buraco do meio campo defesa.. Parecia Touro doido o time hehe

Carille fez algumas partidas e ajustou novamente.

Aí veio Osvaldo por a mão novamente no que ele não entendia.

Resumindo.. Outros treinadores que tentaram mudar esse DNA (Adilsons, CB e Osvaldo) não duraram mais que 03 meses.

Ciro Hey #49 @ciro.hey em 09/08/2017 às 01:13

Mas o estilo de jogo foi implantando em 2008/2009/2010 por Mano.

Adilson tentou mudar e não deu certo, ficou 03 meses.

Tite veio e voltou a configuração defensiva que já era bem ajustada com os mesmos jogadores.

Quando ele saiu, Mano fez a reformulação mas manteve o estilo de jogo.

Voltou Tite, manteve o sistema e implementou mais algumas ideias novas.

Vieram CB, abriu um buraco do meio campo defesa.. Parecia Touro doido o time hehe

Carille fez algumas partidas e ajustou novamente.

Aí veio Osvaldo por a mão novamente no que ele não entendia.

Resumindo.. Outros treinadores que tentaram mudar esse DNA (Adilsons, CB e Osvaldo) não duraram mais que 03 meses.

Sergio #10384 @sergiofiel em 09/08/2017 às 01:09

" "

Eu também já pensei isso, Ciro, mas olhando bem, fico na dúvida porque o Mano não conseguiu imprimir a mesma cara dele a nenhum outro time. Acho que nosso DNA juntou a profissionalização trazida pelo Luxa lá atrás, por volta do ano 2000, com a necessidade de reestruturação da Segundona em 2008, mais o CT de excelência em 2010. Fomos tendo elencos limitados (só as conquistas os engrandeceram), grandes desafios (voltar para a 1a. Divisão, ganhar depois um Brasileiro para se firmar, uma tão sonhada Libertadores e um quase impossível mundial) e uma estrutura de time de 1o. Mundo. O esquema 'fecha casinha' para o elenco sempre com início desacreditado mas bem preparado no CT + a raça de um Romero que a torcida exige sempre de todos que vestem a nossa camisa acabou por forçar um estilo de muita entrega e proteção, que ficou a nossa cara, e foi sendo seguido, ou melhor, aprimorado por Mano, daí Tite e agora Carille (mas, sim, começou com Mano, talvez não por causa do Mano, mas começou com ele). Não sei, essa é a minha leitura, para explicar como fomos perdendo tudo, comissões técnicas, jogadores (ano passado perdemos tudo pra China e pra seleção, não sobrou nem fisiologista), competência na diretoria, mas nos mantendo entre os poucos melhores do país desde 2009, começando do zero a cada ano. Por isso que digo que a Nação e sua estrutura, é que, principalmente, faz o Corinthians (e o técnico e os jogadores).

Sergio #fiel #10.384 @sergiofiel em 09/08/2017 às 01:09

Eu também já pensei isso, Ciro, mas olhando bem, fico na dúvida porque o Mano não conseguiu imprimir a mesma cara dele a nenhum outro time. Acho que nosso DNA juntou a profissionalização trazida pelo Luxa lá atrás, por volta do ano 2000, com a necessidade de reestruturação da Segundona em 2008, mais o CT de excelência em 2010. Fomos tendo elencos limitados (só as conquistas os engrandeceram), grandes desafios (voltar para a 1a. Divisão, ganhar depois um Brasileiro para se firmar, uma tão sonhada Libertadores e um quase impossível mundial) e uma estrutura de time de 1o. Mundo. O esquema 'fecha casinha' para o elenco sempre com início desacreditado mas bem preparado no CT + a raça de um Romero que a torcida exige sempre de todos que vestem a nossa camisa acabou por forçar um estilo de muita entrega e proteção, que ficou a nossa cara, e foi sendo seguido, ou melhor, aprimorado por Mano, daí Tite e agora Carille (mas, sim, começou com Mano, talvez não por causa do Mano, mas começou com ele). Não sei, essa é a minha leitura, para explicar como fomos perdendo tudo, comissões técnicas, jogadores (ano passado perdemos tudo pra China e pra seleção, não sobrou nem fisiologista), competência na diretoria, mas nos mantendo entre os poucos melhores do país desde 2009, começando do zero a cada ano. Por isso que digo que a Nação e sua estrutura, é que, principalmente, faz o Corinthians (e o técnico e os jogadores).

Ciro #49 @ciro.hey em 09/08/2017 às 00:32

" "

Tudo começou com Mano, temos que reconhecer.
Corinthians criou uma identidade.
E de 2008 para cá não perdeu, Carille fazia parte disso.
Esse mesmo DNA foi passado para base após Alessandro assumir a coordenação base/profissional.

Renato Magalhaes #11 @rmagalhaes em 09/08/2017 às 01:00

Acho a mesma coisa.

Carille é de ponta...treineiro de ponta.

Ciro #49 @ciro.hey em 09/08/2017 às 00:31

" "

Mérito não é da diretoria..
É da equipe de profissionais que com pouco dinheiro fizeram mágica: Alessandro, Fernando Lázaro, Carille e Loss.
Edu Gaspar e Edu Ferreira torraram 117 milhões após receber 86 milhões em venda muito mal e nos deixaram nessa situação.

Corintiano Sp #6 @corintianosp em 09/08/2017 às 00:56

Eu acreditava desde que o Carillle nasceu rsrs

Marc #565 @marc.nobre1 em 08/08/2017 às 10:36

" "

Eu acreditava no Carille desde a vitória em cima do Cruzeiro na Copa do Brasil do ano passado no jogo de ida ai o banana me vem com Oswaldo de Oliveira que conseguiu perde o jogo de volta e tirar o time do G6.