Precisamos entender isso (inclusive eu): "O Corinthians é coletivo e tático"

Fórum do Corinthians
Tópico popular Entenda as regras

Victor Hugo #1.497 @victor.hugo.silva.al em 12/03/2018 às 11:44

Fazem 10 anos que o Corinthians implantou um filosofia de jogo baseada na consistência tática, principalmente a defensiva e no jogo coletivo.

Nesses anos tivemos um grande craque (Ronaldo) vestindo a camisa do Timão, ele fez algumas genialidades, mas no fundo sempre foi o jogo coletivo, foi a consistência tática que falou mais alto. Para Ronaldo jogar o time sacrificava Jorge Henrique e Dentinho.

Vários anos se passam e o Corinthians continuou a jogar da mesma forma, com Tite e Mano se revesando no comando. E nesse contexto você não viu nenhum jogador ficar muito acima dos demais. Tivemos excelentes jogadores que participaram de um jogo coletivo quase único no Brasil, entre eles Paulino, Elias, Danilo, Renato Augusto, Jadson e Guerrero. E outros que deram esse suporte muito bem Ralf, Elias, Guilherme e Gabriel.

Além disso consagramos vários zagueiros: Gil, Felipe, Chicão, Paulo André, Balbuena, Anderson Martins e Pablo. Pois um sistema defensivo robusto sempre proporcionou a esses jogadores desenvolver seu potencial técnico.

Percebemos também que no período alguns jogadores foram sendo descartados do processo, pois não tinham senso coletivo, a maturidade tática exigida para jogar bem no 'novo' Corinthians. Foi assim com Pato, Douglas, Marlone, Giovanne Augusto e Guilherme.

Nesse contexto precisamos olhar para a situação da base. O Corinthians já não tem um histórico de aproveitamento forte da base, com essa filosofia fica mais difícil, não adiante ser bom de bola (e lá tem muita gente boa de bola), mas é necessário maturidade tática e consciência coletiva.

Não é fácil achar um garoto como Maycon (subvalorizado, esse menino não vale apenas 20 milhões) ou olhando para o passado recente o Malcon. Esse Malcon que brilha na Europa pelo comprometimento tático, sua habilidade com a bolsa ressalta em momentos importantes, mas o seu compromisso com o time lhe faz jogar regularmente.

Com tudo isso, entendo as vezes o Carille em demorar a lançar um jogador, segurar um cara da base. Ele espera o cara atingir o mínimo de consciência tática. Nessa engrenagem que o Corinthians virou, uma peça errada faz tudo errar.

Então temos sempre que olhar como o jogador se encaixa nesse coletivo. Não adianta somente qualidade.

810 visualizações e 34 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhor resposta

Rafael Marques #68 @rafa.235 em 12/03/2018 às 12:45

Tópico muito bom!

Só discordo na parte em que você coloca o Douglas ali junto do Pato e outros chinelinhos, porque esse cara jogou muito com a camisa do Corinthians!

Na segunda passagem nem tanto, mas ainda assim foi útil...

Só aquele cruzamento foda de trivela que ele deu para o gol do mercenário contra o Al Ahly, já valeu!

Kkkkk

Últimas respostas

Loko Por Ti Corinthians #56 @sercorintianoehotimo em 12/03/2018 às 19:01

Os técnicos sabem melhor que nós, acompanham os treinamentos, acho bom o Loss estar junto com o Carille pois conhece muito da base.

Só acho que um técnico igual ao Coelho, pode fazer frear novas revelações, só ver que essa geração da Copa SP tinha poucos destaques e muito apadrinhado que jogava sem ter qualquer qualidade

Publicidade

Andre Leite Da Silva #1.135 @1989dasilva em 12/03/2018 às 19:00

Nos últimos 10 anos quase nunca tínhamos o time mais talentoso mas vencemos por termos na maior parte do tempo, o time mais completo e competitivo

Jones Ramos #2.318 @jonesmr em 12/03/2018 às 17:14

Texto perfeito! Só discordo quando você elogia o Guilherme volante.. Jogador comum tanto defensivamente quanto ofensivamente falando.. Nunca acrescentou nada de diferente ao time e não deixou nenhuma saudade

Ederson Albuquerque Martim #3.752 @ederson.albuquerque. em 12/03/2018 às 16:58

Isso é fruto de um trabalho muito bem feito...e vamos colher muitos frutos ainda...

Ragnar Maloqueiro #115 @fielbsb em 12/03/2018 às 16:42

Cara, o Douglas sempre ajudou do jeito dele, ele nunca conseguiu marcar, mas eu não o considero chinelinho não!

Rafael #68 @rafa.235 em 12/03/2018 às 12:45

" "

Tópico muito bom!

Só discordo na parte em que você coloca o Douglas ali junto do Pato e outros chinelinhos, porque esse cara jogou muito com a camisa do Corinthians!

Na segunda passagem nem tanto, mas ainda assim foi útil...

Só aquele cruzamento foda de trivela que ele deu para o gol do mercenário contra o Al Ahly, já valeu!

Kkkkk

Um Do Bando #190 @bruno.correa.medeiro em 12/03/2018 às 16:40

Bom tópico. A única gafe que você cometeu foi com relação ao Douglas. Ele começou sua trajetória em 2008 com o mano, e jogou muita bola naquela época e como jogava, fazia parte dessa filosofia já. Saiu e voltou e nossa filosofia estava mais forte agora com o Tite no comando e mesmo assim deu suas contribuições com sua técnica.

Ricardo Zapelli #3.273 @ricardo.zapelli em 12/03/2018 às 16:13

Douglas jogava muito mesmo, merece mais respeito da torcida, depois dele os únicos que jogaram no nosso meio de campo no mesmo nível foram o Danilo, Renato Augusto e Jadson...

Rafael #68 @rafa.235 em 12/03/2018 às 12:45

" "

Tópico muito bom!

Só discordo na parte em que você coloca o Douglas ali junto do Pato e outros chinelinhos, porque esse cara jogou muito com a camisa do Corinthians!

Na segunda passagem nem tanto, mas ainda assim foi útil...

Só aquele cruzamento foda de trivela que ele deu para o gol do mercenário contra o Al Ahly, já valeu!

Kkkkk

Lara Carolina Batista Costa #482 @lara.carolina.batist em 12/03/2018 às 16:12

Não acho muito inferior não. Pra o lugar do RA a gente hoje tem o Rodriguinho que quando não se acha craque e quer dar uma de Kroos joga o fino da bola; na do Elias tem o Maycon que precisa melhorar a finalização mas joga de terno também. Corinthians de hoje tem desvantagem em uma das pontas (não da pra comparar Zidanilo ao Romero) e no homem avançado que nem tem no elenco. O que precisa mesmo é aproximar mais o Jadson do Rodriguinho (no começo do campeonato paulista os dois estavam destruindo porque jogavam próximos), tirar o Romero que nesse esquema tatico não é necessário e colocar um ponta criativo (ahh se o Alex Teixeira tivesse vindo...) e de um centroavante com característica de sair da área pra buscar bola, tipo o que a gente tinha ano passado. Nas laterais um deve subir e um ficar, o Sidcley é bom ofensivamente então o Fagner tem que ficar e ser menos violento. E por fim o Cássio tem que parar de sair caçando borboleta porque tá foda.

Victor Hugo #1497 @victor.hugo.silva.al em 12/03/2018 às 16:02

" "

Entendo seu posicionamento.

2015 conseguimos unir essas duas coisas, mas tínhamos Renato Augusto, Malcon, Jadson e Elias em excelente forma.

Hoje temos um time inferior tecnicamente, mas não menos competitivo.

Victor Hugo Silva Alves #1.497 @victor.hugo.silva.al em 12/03/2018 às 16:02

Entendo seu posicionamento.

2015 conseguimos unir essas duas coisas, mas tínhamos Renato Augusto, Malcon, Jadson e Elias em excelente forma.

Hoje temos um time inferior tecnicamente, mas não menos competitivo.

Lara #482 @lara.carolina.batist em 12/03/2018 às 16:00

" "

Concordo em tese. Ultimamente vem dado sono ver o Corinthians jogar, é um jogo muito truncado, muito tático e chama pouca atenção; não se pode esquecer que o futebol é uma forma de entretenimento do público e não pode deixar de ser legal de ver. O Real Madrid (pelo amor de deus, não to comparando o talento dos jogadores) por exemplo é um time muito tático e da gosto de ver jogar. Mas no mais eu concordo.

Lara Carolina Batista Costa #482 @lara.carolina.batist em 12/03/2018 às 16:00

Concordo em tese. Ultimamente vem dado sono ver o Corinthians jogar, é um jogo muito truncado, muito tático e chama pouca atenção; não se pode esquecer que o futebol é uma forma de entretenimento do público e não pode deixar de ser legal de ver. O Real Madrid (pelo amor de deus, não to comparando o talento dos jogadores) por exemplo é um time muito tático e da gosto de ver jogar. Mas no mais eu concordo.