Rivais alertam para Corinthians 'imbatível'

Fórum do Corinthians
Tópico Lendário Entenda as regras

Tiago #11.098 @tiago.magalhaes1 em 09/11/2015 às 09:52

Rivais alertam para Corinthians 'imbatível'

Desde que a Globo ofereceu renovar antecipadamente o contrato de transmissão dos jogos do Brasileirão por mais dois anos, até 2020, adversários de Corinthians e Flamengo se mobilizam para diminuir a diferença de suas cotas em relação aos dois clubes mais bem pagos.

A preocupação maior é com os corintianos. Para os rivais, com uma nova injeção de dinheiro da TV o alvinegro pode se tornar inatingível em campo. Porém, enquanto os adversários discutem estratégias, o presidente corintiano esteve na sede da Globo em São Paulo, na última sexta, e avançou na negociação.

Santos, Atlético-MG e Grêmio estão entre os times que defendem a união dos times para tentar diminuir o poder de Corinthians e Flamengo. Hoje, os acordos são feitos de maneira individual.

“Se você pegar o que o Corinthians vai receber da Globo com o contrato do Campeonato Paulista, o Brasileiro e o pay-per-view, eles vão ganhar uma quantia maior que o orçamento de todos os outros clubes. Isso vai criar uma distorção absurda. Se eles forem competentes, ninguém mais os alcança”, disse Romildo Bolzan Júnior, presidente do Grêmio.

“Fizemos um cálculo, em dez anos, a diferença de receita entre Corinthians e Atlético contando o dinheiro da TV e da Caixa, se eles mantiverem o patrocino, vai chegar a R$ 1 bilhão. Vai dizer que isso não provoca uma diferença técnica? Precisamos encontrar uma forma mais justa de dividir o dinheiro da TV, ou vai chegar uma hora em que Corinthians e Flamengo vão jogar sozinhos. Não questiono o valor da cota deles, mas acho que o que recebemos hoje não é justo”, afirmou Daniel Nepomuceno, presidente do Atlético-MG.

Por sua vez, a diretoria do Corinthians tem uma solução surpreendente para uma divisão de cotas mais equilibrada. O clube acenou para a Globo que aceitaria ganhar a mesma cota que os demais times do Brasileirão, desde que os 20 times do campeonato tivessem o mesmo número de jogos transmitidos na TV aberta. Dessa forma, o grosso da receita viria do pay-per-view. Mas essa fórmula nem chegou a ser considerada pela emissora.

Os corintianos negam que o dinheiro da Globo possa gerar uma distorção técnica no Brasileirão, liderado neste momento com folga pelo alvinegro. “Não é uma questão de quanto você recebe, é uma questão de gestão. Se você ganha muito e não administra bem, não vai ser campeão. Nossa gestão foi boa, e estamos liderando o campeonato”, disse Emerson Piovezan, diretor financeiro corintiano.

Os adversários de Corinthians e Flamengo ainda não têm uma proposta definida para modificar a divisão das cotas, mas alguns cartolas têm sugestões. “O critério de desempenho no campeonato tem que ser aumentado. O ideal seria dividir 50% da cota de maneira igual, 25% de acordo com o desempenho e 25% conforme a capacidade de cada um no pay-per-view”, sugere o presidente do Atlético-MG.

“O critério comercial não pode ser o principal fator porque gera uma distorção muito grande. O campeonato acaba ficando sem graça. Defendo que parte do dinheiro seja dividida de acordo com o desempenho de cada clube nos últimos cinco anos”, disse o presidente do Grêmio.

Mas o gremista não está em campanha só para diminuir a diferença do que seu clube ganha em relação a Flamengo e Corinthians. “O Grêmio está na mesma faixa de cota que Atlético-MG, Fluminense, Internacional e Cruzeiro. Acima de nós estão Palmeiras, São Paulo, Santos e Vasco. Não vejo diferença técnica entre nós e eles que justifique essa situação”, declarou Bolzan.

O gremista concorda com a proposta do Atlético-MG de reunir os clubes de cada faixa de cota para discutir com a Globo e renovação do contrato, que terminaria em 2018.

Modesto Roma Júnior, presidente do Santos, defende conversas entre todos os clubes. “Ninguém discute os méritos de Corinthians e Flamengo para receberem o que recebem. Mas precisamos discutir uma fórmula melhor para todos porque ninguém joga sozinho”, afirmou Modesto.

3.428 visualizações e 111 respostas neste tópico

Avaliação do tópico:

Responder tópico

Melhores respostas

Jorge Nadersssss #430 @jorgenadersss em 09/11/2015 às 10:21

Para se pedir igualdade, deve-se demonstrar igualdade.

Que o Grêmio ganhe a mesma coisa no campeonato gaúcho que todos os times menores.

Que o mesmo patrocínio do banrisul seja equânime aos time das divisões b c e d do futebol gaucho.

Que todos os salários dos jogadores sejam iguais, pois não é a igualdade que se pede?

Que todos os funcionários do Grêmio ganhem igual ao porteiro, ao ascensorista, ao office boy, ao atendente do barzinho do clube.

E assim por diante.

Helton Oliveira #631 @candeia em 09/11/2015 às 10:06

É simples, é só mostrar a planilha com o IBOPE desses clubes que perdem no IBOPE para o GUGU e Ratinho.

Jogo do Corinthians todos assistem e isso não tem desculpa.

Quero ver se a GLOBO tem a moral de trocar um jogo do Corinthians fora por um jogo do modestos Santos e Grêmio..

Alias Grêmio, Santos, Cruzeiro, Atlético e Inter são times regionais.. Tem que pegar essa mixaria e agradecer.

Últimas respostas

Bruno Vasconcelos. #486 @brunoreissccp em 10/11/2015 às 03:25

San7os, Atlético-mimimineiro E Gaymio querendo igualdade nas cotas de TV é piada, kkkkkkkk, nanicos...

Publicidade

Baltazar Oswaldo Silva #13 @baltazar.1954 em 10/11/2015 às 02:28

É justo um maior valor por desempenho e por participação, mas isso quem tem que fazer é a CBF, não é a Globo.

A Globo quer audiência e precisa retribuir quem oferece maior retorno a ela.

Agora, a CBF que ganhar rios de dinheiro todo ano que aumente o valor da premiação. Aí sim ficaria algo mais coerente

E, outra coisa, os outros times ficam de mimimi mas tinha proposta maior que da Globo, por que não aceitaram?

Felipe Assis #1.104 @fapsa em 10/11/2015 às 02:22

Tiago, cadê a fonte? Pelo que sei foi o blog do Perrone. Não custa nada dar o crédito da matéria. Você copiou até o título do cara e não o citou em nenhum momento.

Rodrigo Costa #3.150 @rodrigo.costa1 em 09/11/2015 às 23:59

Bem lembrado ainda tem o Real Madri que temos atrás vendeu seu CT para a Prefeitura de Madri por Milhões acima do preço de mercado estipulado!

Tiago #163 @ticotimao10 em 09/11/2015 às 17:11

" "

Bem lembrado, falam tanto que na Europa é o melhor futebol e blá blá blá, mas o Chelsea tem o russo por trás, Manchester City e PSG tem uns árabes, o próprio Barcelona que todo mundo baba ovo tem investimentos pesados do estado catalão.

Aqui no Brasil se critica toda hora a cota da TV mas ninguém fala nada do desequilíbrio do Palmeiras, com um presidente investindo 200 milhões e contratando 30 jogadores, ou mesmo quando a Unimed investia pesado no Fluminense. Cada clube que procure o que é melhor para si em vez de ficar choramingando.

Rodrigo Costa #3.150 @rodrigo.costa1 em 09/11/2015 às 23:54

Estão incomodados até com a grana do Paulistão que o time vai ganhar kkkkkkk, tenha dó!

Ricardo Julio #443 @ricardo.julio em 09/11/2015 às 23:51

O kalil criou essa liga justamente pra isso...tentar ganhar mais da TV...o Flamengo não se deu conta e fechou com ele...mais parece que já perceberam...

Renato Magalhaes #15 @rmagalhaes em 09/11/2015 às 23:32

E olha que eu como comida mineira o ano todo!

Isto não ajuda?

Quer que eu faça o que?

Crie a 4ª guerra mundial e faça todo mundo ser raça Mineira ou Carioca?

Quer mais que a Globo fez com o país?

Brasilia, Bahia ou RJ quase viraram td cariocas sem falar norte e nordeste.

Falei alguma mentira?

Bernardo Luiz #547 @bernardo em 09/11/2015 às 23:12

UNhééééé...Unhééééé...

Ragufe Ragufe #115 @ragufe em 09/11/2015 às 23:10

A Glória Menezes, o Tony Ramos, a Glória Pires, a Regina Duarte, o Tarcísio Meira, todos estrelas da Globo ganham o mesmo que segundo escalão como Bruna Marchesini ou que figurantes? A Novelas acabaram por isso? Uma Novela, 'um filme todos ganham igual? O Corinthians é a Estrela...terão que se conformar.

Tiago Silva #163 @ticotimao10 em 09/11/2015 às 23:06

Bem lembrado, um monte de cara da imprensa naquela época falava horrores do Kia, que era lavagem, que o cara era bandido, mas hoje o Neymar deve não sei quantos milhões aos cofres públicos e praticamente ninguém fala nada, não é porque é o melhor jogador brasileiro da atualidade que pode fazer falcatruas e sair ileso. E o dinheiro da Parmalat então, a empresa quase faliu de tanto rolo que tinha, mas como o Kia era do Oriente Médio e a parceria era com o Corinthians veio todo aquele preconceito e anti-corintianismo cego da mídia.

Baltazar #13 @baltazar.1954 em 09/11/2015 às 21:57

" "

Agora quando o Kia veio colocar grana no Corinthians falaram em máfia russa, Bin Laden...