Copa Sul-Americana 2017 - Oitavas-de-final: Corinthians 1 x 1 Racing Club

Copa Sul-Americana 2017 - Corinthians 1 x 1 Racing Club

https://www.meutimao.com.br/jogo/13-09-2017/copa_sul-americana_2017/corinthians-1-x-1-racing_club

02:00

2017-09-13T21:45:00

Corinthians Corinthians 1 x 1 Racing Club Racing Club

Copa Sul-Americana 2017

Sobre a Partida

Rodriguinho lamenta jogada desperdiçada pelo setor ofensivo do Corinthians

Corinthians sofre com opções escassas e vê Racing abrir vantagem mínima na Sul-Americana

Fellipe Bastos, Giovanni Augusto, Camacho e Kazim. Estas eram as opções para Fábio Carille tentar algo novo no Corinthians ao longo dos primeiros 90 minutos do confronto com o Racing, da Argentina, pelas oitavas de final da Copa Sul-Americana. A ausência de peças de reposição à altura custou caro: o Timão empatou por 1 a 1 com os argentinos na Arena em Itaquera. O gol alvinegro foi marcado pelo volante Maycon.

As equipes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira (20), no estádio El Cilindro, em Buenos Aires, valendo vaga nas quartas de final.

Primeiro tempo

A noite pedia raça. Mas também bom futebol. Após duas derrotas consecutivas pela Série A, a equipe líder do Brasileirão encarava o Racing sedenta de uma atuação convincente em Itaquera. A pressão sobre o Timão, atrás de uma taça inédita em sua galeria, não pareceu atrapalhar. Ao menos não nos primeiros 45 minutos.

Escalado num defensivo 5-3-2, o Racing pouco produziu ofensivamente, tanto é que o goleiro Cássio tinha tempo de sobra para se reidratar. O Corinthians de Carille, por outro lado, não caiu na pilha da atmosfera em torno do mata-mata sul-americano e trocou passes e triangulações como há muito tempo o torcedor alvinegro não via. E o gol, como também há muito tempo não saía – 90 minutos, para ser preciso – logo foi celebrado na Arena Corinthians.

Antes de a bola ultrapassar a linha da meta argentina, porém, o Corinthians botou o goleiro Musso para trabalhar. Aos 27 minutos, Marciel apareceu bem pela esquerda e levantou na área para Rodriguinho. O camisa 26, então discreto na partida, resvalou de cabeça e acertou o travessão do Racing, assustando o arqueiro hermano.

O jogo corinthiano fluía pelo lado esquerdo, mesmo com Marciel, jovem volante revelado no Parque São Jorge, improvisado no setor. Pouco tempo após dar início à jogada de Rodriguinho, o garoto voltou a descer por ali, cortou a marcação e deu bela assistência para Maycon que, curiosamente, deu indícios de que havia chutado mascado e desperdiçado grande chance. Lego engano. Em arremate rasteiro no canto esquerdo de Musso, o Timão abriu o placar do confronto Brasil vs Argentina em Itaquera.

Cabia mais. E a Fiel presente na Arena, consciente da superioridade técnica de sua equipe, passou a empurrar o Timão. Aos 36, Rodriguinho apareceu como homem-surpresa na entrada da área, aproveitou cruzamento de Fagner e emendou de perna direita, obrigando Musso a operar um milagre em solo alvinegro. Mais tarde, Romero, um dos mais participativos, finalizou de canhota, tirando tinta da trave do clube de Avellaneda.

Segundo tempo

A tarefa do Corinthians era clara: sair de campo sem levar gol e, se possível, dilatar o placar diante de um Racing perigoso no jogo aéreo. A equipe argentina buscava cruzamentos e escanteios, alternativas para alçar bolas na área à dupla de pivôs Triverio e Lisandro López.

O primeiro a atacar na segunda etapa, contudo, foi o Corinthians. Logo no minuto inicial, Romero aproveitou a sobra cara a cara com Musso, optou pela finalização rasteira em vez da cobertura e parou na boa defesa do goleiro rival.

O Racing, até como resposta à investida dos donos da casa, também aprontou das suas. Triverio recebeu passe dentro da área, girou para cima de Pablo e soltou a bomba contra Cássio. O camisa 12 do Timão espalmou firme e evitou o que poderia ser o empate dos visitantes em Itaquera.

Como já citado, o Racing se mostrava audacioso longe de seus domínios contra um Corinthians disposto a defender. Uma estratégia arriscada, sobretudo porque Triverio, livre de marcação, viu Cássio ceder rebote e a bola cair em seu pé direito a poucos metros do gol preto e branco. O centroavante não deixou barato e igualou o marcador, jogando um balde de água fria nos mais de 25 mil corinthianos em Itaquera.

Carille até tentou mexer na equipe nos minutos finais e, quem sabe, encontrar o gol salvador. Camacho, Giovanni Augusto e Fellipe Bastos deixaram o banco de reservas a fim de tentar, sem sucesso, reverter a vantagem mínima aberta pelo Racing – o Timão terá de vencer os hermanos no El Cilindro ou empatar com dois gols ou mais para avançar no torneio –, mas foi tarde demais. E o Corinthians segue sem vencer...

Escalações

Corinthians: Cássio, Fagner, Pablo, Balbuena (capitão) e Marciel; Gabriel e Maycon; Jadson, Rodriguinho e Ángel Romero; Jô

Racing: Musso; Solari, Vittor, Barbieri, Orban e Soto; Zaracho, Arévalo Rios e Pulpo González; Triverio e Lisandro López (capitão)

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida: Corinthians 1 x 1 Racing Club

  • 1000 caracteres restantes