Corinthians 2 x 0 Cruzeiro - Brasileiro 2018

Brasileiro 2018 - Corinthians 2 x 0 Cruzeiro

https://www.meutimao.com.br/jogo/25-07-2018/brasileiro_2018/corinthians-2-x-0-cruzeiro

02:00

2018-07-25T21:45:00

Corinthians Corinthians 2 x 0 Cruzeiro Cruzeiro

Brasileiro 2018

Sobre a Partida

Artilheiro Romero brilha, Corinthians bate Cruzeiro e alivia pressão sobre Loss

Romero salva! Na noite desta quarta-feira, na quente Arena Corinthians, o atacante paraguaio voltou a marcar não só um como dois gols no estádio e foi decisivo para a vitória do Corinthians sobre o Cruzeiro por 2 a 0, em confronto válido pela 15ª rodada do Brasileirão.

Ángel deixou sua primeira marca aos 17 minutos do segundo tempo, em rebote cedido pelo goleiro Fábio. Já aos 34, se aproveitou de outro rebote – Jadson cobrou falta no travessão –, ganhou do zagueiro Manoel no alto e ampliou. Já são 26 gols marcados pelo camisa 11 na Arena, estádio do qual é o maior artilheiro da história.

É possível afirmar que o triunfo desta quarta dá sobrevida a Osmar Loss. O técnico corinthiano vinha sendo criticado pelo desempenho recente do Timão, abaixo do esperado por torcida e imprensa, e também pela derrota de sábado passado, para o São Paulo.

Sem Pedro Henrique, Renê Júnior (lesionados) e Rodriguinho (vendido ao Pyramids, do Egito), Osmar Loss mandou a campo a seguinte formação: Cássio, Fagner, Léo Santos, Henrique e Danilo Avelar; Gabriel e Douglas; Ángel Romero, Jadson (capitão) e Clayson; Jonathas Jesus.

Escalação do Corinthians para jogo com Cruzeiro

Meu Timão

Já o Cruzeiro, sob o comando do ex-Corinthians Mano Menezes, tinha a seguinte escalação no embate em Itaquera: Fábio, Lucas Romero, Manoel, Leo e Egídio; Henrique e Lucas Silva; Bruno Silva, Thiago Neves e Rafinha; Barcos.

A vitória mantém o Corinthians, agora com 22 pontos, na oitava posição. Palmeiras e Grêmio, ambos com 23, são sexto e sétimo colocados.

Anote aí – O Timão volta a campo no próximo domingo, diante do Vasco da Gama, às 11h, no Mané Garrincha. Na próxima quarta-feira, na Arena Corinthians, encara o primeiro embate com a Chapecoense pelas quartas de final da Copa do Brasil.

Ajuda aí, São Jorge!

Um Corinthians nervoso e errando mais que o costume. É possível descrever com estas características o Timão dos primeiros 20 minutos do duelo. Com quatro novidades na escalação, entre elas a estreia do volante Douglas, contratado do Fluminense, o corinthiano viu uma equipe reativa, apostando nos contra-ataques em velocidade cedidos pelo adversário mineiro.

Camisa 9 vestindo a 7, Jonathas receberia uma única bola até a metade do primeiro tempo – completou cruzamento e viu a defesa cruzeirense afastar o perigo para escanteio. Pouco depois, o centroavante recém-chegado do Hannover 96 pôs as mãos sobre a coxa direita e foi substituído por Pedrinho com cara de poucos amigos.

Jonathas sentiu dores na coxa e precisou ser substituído

Jonathas sentiu dores na coxa e precisou ser substituído

Reprodução/Premiere

A entrada de Pedrinho modificou o jeito de jogar dos donos da casa. Sem uma referência ofensiva, Loss optou pela volta ao esquema tático 4-2-4, com Jadson e Ángel Romero enfiados. A alteração, contudo, não mexeu lá tanto com o futebol corinthiano, abaixo do esperado mesmo para um time que perdeu quatro titulares nas últimas semanas (Balbuena, Sidcley, Maycon e Rodriguinho).

De positivo? A marcação alvinegra, que soube segurar o ímpeto dos visitantes na etapa inicial. O goleiro Cássio, que havia falhado no clássico contra o São Paulo, também fez seu papel em arremate de Rafinha. No mais, 0 a 0.

R-O-M-E-R-O!

O Timão começou o segundo tempo sem qualquer mudança na escalação. A postura dentro de campo, porém, precisava ser outra para tentar vencer o Cruzeiro de Mano Menezes.

Mais objetivo, o Corinthians colocou a bola no chão e passou a rodar o jogo de um lado para o outro, envolvendo o time de Belo Horizonte no campo defensivo. Aberto pela direita, Pedrinho recebia de costas, prendia e aguardava as ultrapassagens de Fagner e Romero. Parecia o melhor caminho para os mandantes abrirem o placar.

Aos 17 minutos, enfim, o esquadrão corinthiano fez valer o mando de campo e foi às redes. Romero recebeu passe de Pedrinho e lançou de trivela para Danilo Avelar, livre na esquerda. O lateral invadiu a área, cortou para a perna direita e bateu de chapa, obrigando Fábio a fazer grande defesa. No rebote, Romero bateu de primeira e fez a alegria da Fiel na Arena Corinthians!

O tento paraguaio ajudaria a equipe do Parque São Jorge a jogar com inteligência, sem a pressa de antes para definir as jogadas ofensivas. Com a bola, o Timão trocava passes atrás do meio de campo e esperava pelo Cruzeiro; sem a posse, apostava na velocidade pelos lados, sobretudo com Danilo Avelar e Pedrinho.

Aos 31, Loss mexeu pela segunda vez no time: sacou Clayson, discreto, para a entrada de Mateus Vital. Substituição que precederia o segundo gol de Romero. Aos 34, Jadson cobrou falta no travessão do Cruzeiro, o atacante se aproveitou do rebote e anotou o segundo, desta vez de cabeça. Vitória encaminhada em Itaquera.

Ainda havia tempo para uma última alteração. Loss chamou Paulo Roberto para o lugar de Jadson. Fim de papo em Itaquera!

Em tempos de desmanche, quem resolveu (de novo) foi Romero, símbolo de um Corinthians que pode até dever na parte técnica, mas nunca na dedicação.

Quem Atuou

Títulares

Reservas

Técnico

Árbitro

Comente a partida: Corinthians 2 x 0 Cruzeiro

  • 1000 caracteres restantes