Alex se rende e diz: 'A Fiel dá aula de como torcer no estádio'

Alex se rende e diz: 'A Fiel dá aula de como torcer no estádio'

O Corinthians perdeu para Cruzeiro e Avaí e, diante do América-MG, fez uma de suas piores partidas na temporada. Mesmo com a má sequência técnica, a torcida não vaiou nem pressionou os jogadores. Nem mesmo com a igualdade no placar diante do lanterninha da competição. Alex comemorou a paciência das arquibancadas.
Recém-chegado, o camisa 12 se diz impressionado pelo discernimento do torcedor no momento de entender o andamento de uma partida.

- Nosso torcedor dá aula de como se comportar em campo e de como cobrar posteriormente, se necessário. Mesmo jogando mal, eles querem que a equipe brigue, que dê suor pelo resultado e é isso que a gente faz. Mesmo que não dê na técnica, o que vai acontecer em outros jogos, como foi contra o América-MG, você tem de ter serenidade porque lá de fora a ajuda já vem - afirmou.

- Se eles ficassem vaiando nos momentos ruins, ficaria mais complicado. Mas a Fiel sabe interpretar muito bem isso. É uma escola, sabe que tem de tirar proveito disso e estar sempre vencendo - completou o meia, que participou do segundo gol da equipe, que deu mais três pontos no Brasileirão.

O zagueiro Chicão também elogiou a paciência da torcida alvinegra.

- Foi importante porque a coisa não estava indo tão bem. Eles souberam entender e nos ajudaram bastante - afirmou.

O companheiro de zaga, Leandro Castán, foi além:

- Eu estou aqui há quase dois anos e nunca vi a torcida do Corinthians vaiar a equipe durante os 90 minutos. Fora, a cobrança é grande. Mas em campo só temos apoio - lembrou.
Recentemente, após a virada sobre o Vasco, depois de a equipe sair atrás no placar logo aos 2 minutos de jogo, o técnico Tite rasgou elogios ao comportamento das arquibancadas.

- A torcida do Corinthians é diferente. Ela nos cobra muito. Mas, durante o jogo, incentiva muito também. O torcedor na sua essência, o corintiano, apoia, no erro ele incentiva, ele traz o atleta de volta. É fácil jogar no Corinthians. O jogador busca ser competitivo porque a torcida vai te abraçar. Nos cobra, mas durante o jogo ela ajuda bastante - lembrou o treinador.

Alex se rende:

Fonte: Lancenet

Enviado por: Matheus Rodrigues

Veja Mais:

  • Clayton disputou 14 jogos, marcando dois gols

    Corinthians e Atlético-MG finalizam últimos detalhes para devolução de Clayton

    ver detalhes
  • Romero, Jô, Rodriguinho e Fagner, personagens do PES 2018

    Presença do Corinthians na demo de PES 2018 é anunciada pela Konami; veja novo trailer do game

    ver detalhes
  • Clayton está liberado para voltar ao Atlético-MG

    Bom negócio? Torcedores de Corinthians e Atlético-MG repercutem devolução de Clayton

    ver detalhes
  • Carille definiu os jogadores que iniciam o duelo contra a Chapecoense

    Carille saca Clayson, mantém Jadson fora e escala Corinthians para enfrentar Chapecoense

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes