Paulinho confessa ansiedade por primeiro título da carreira

Paulinho confessa ansiedade por primeiro título da carreira

Por Meu Timão

85 visualizações 0 comentários Comunicar erro

Atuando por times de menor expressão antes da chegada ao Corinthians, volante ainda não foi campeão

Atuando por times de menor expressão antes da chegada ao Corinthians, volante ainda não foi campeão

Eduardo Viana/Agência Lance

O volante Paulinho se controla diante das câmeras. Ele não quer parecer acomodado com a vantagem do Corinthians na disputa pelo título do Campeonato Brasileiro, nem entusiasmado com os boatos sobre uma possível transferência para o futebol europeu. Nos momentos de folga, no entanto, está cada vez mais difícil conter a apreensão.

'A chance de conquistar o título gera um pouco de ansiedade', confessou Paulinho. 'Preciso segurar isso para fazer um bom trabalho e conseguir resultados positivos. Sei que é difícil administrar essas coisas. Por sorte, tenho pessoas que me ajudam, como a minha esposa, com quem sempre converso', complementou.

O título brasileiro pode ser a primeira conquista no currículo de Paulinho. O volante de 23 anos teve uma ascensão rápida no Corinthians. Iniciou a carreira em 2006, no Juventus, e enfrentou problemas de adaptação e até de preconceito em passagens pelos desconhecidos Vilnius (Lituânia) e Lodz (Polônia). Regressou ao Brasil, para jogar no Pão de Açúcar (atual Audax) e no Bragantino, antes de vingar no Parque São Jorge.

'Mudou muita coisa na minha vida de um ano para cá. Eu estava no Bragantino, um time inferior, em que aprendi bastante com o treinador Marcelo Veiga e com as outras pessoas com quem convivi. Dei um salto grande para o Corinthians, com toda a sua estrutura. Foi um dos primeiros saltos de muitos que ainda tenho pela frente', almejou Paulinho.

Apesar do curto período como jogador do Corinthians, o meio-campista já ficou calejado por crises - como a que culminou da eliminação para o colombiano Tolima, na pré-Libertadores - e vitórias. 'Tudo isso passa pela minha cabeça agora. Sei que estou muito próximo de conquistar algo grande, o Brasileiro. É muito difícil. Fico pensando a todos os instantes que uma combinação de resultados pode nos dar o título. Mas temos que manter os pés no chão', disse, respeitoso.

'Não houve salto alto em nenhum momento e nem vai ter. É claro que estamos ansiosos, mas não eufóricos. Sabemos que nada está ganho e vamos manter o foco. As pessoas que estão no Corinthians nos ajudam a controlar', concluiu Paulinho.

Para ser campeão brasileiro neste domingo, o Corinthians precisa vencer o Figueirense, no Estádio Orlando Scarpelli, e torcer por um tropeço do Vasco contra o Fluminense, no Estádio do Engenhão. O time de Paulinho lidera com 67 pontos ganhos, dois de vantagem para o time de São Januário.

Fonte: Terra

Veja Mais:

  • Tem clássico! Timão e São Paulo decidem na terça vaga à semifinal da Copa RS

    Corinthians faz clássico contra São Paulo nas quartas da Copa RS

    ver detalhes
  • Rosenberg chamou Leila Pereira de 'imperadora' do Palmeiras e ironizou Allianz: 'Pneu deitado'

    Diretor do Corinthians ironiza Palmeiras e diz que 'Fiel não aceitaria imperadora'

    ver detalhes
  • Corinthians e Internacional se enfrentaram pela liderança do Grupo B da Copa RS

    Corinthians vai bem, mas cede empate para Internacional e deixa escapar liderança na Copa RS

    ver detalhes
  • 'Não sei por que fazem tanto romance em torno disso', declarou Rosenberg sobre dívida pela Arena

    Rosenberg atualiza dívida do Corinthians pela Arena: 'Na pior das hipóteses, deve R$ 650 milhões'

    ver detalhes

Comente a notícia:

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro a comentar!

  • 1000 caracteres restantes