Diretor corinthiano rebate Adriano e lamenta 'demissão tardia'

Diretor corinthiano rebate Adriano e lamenta 'demissão tardia'

Por Meu Timão

7.1 mil visualizações 48 comentários Comunicar erro

Adriano falou mal do Corinthians na TV

Adriano falou mal do Corinthians na TV

A entrevista de Adriano à TV Globo, na qual afirma ter se sentido "humilhado" em algumas situações no Corinthians, repercutiu no Parque São Jorge na noite desta segunda-feira. Em entrevista à Rádio Bandeirantes, O diretor de futebol Roberto de Andrade rebateu o ex-atacante, campeão brasileiro pelo clube na última temporada, e chegou a concordar que a demissão do jogador, por justa causa (acúmulo de faltas a compromissos profissionais), acabou sendo tardia.

"Vendo agora percebemos que sim (demissão tardia). Mas no calor do momento, é totalmente diferente. A gente pensava em recuperar o Adriano, e que a história dele fosse feliz no Corinthians", admitiu o diretor, que aproveitou para rebater Adriano, um dia depois de o atleta declarar que se sentiu "humilhado" ao passar uma semana no CT Joaquim Grava para recuperar a forma física. "Foi um pedido que partiu dele, como todos souberam na época. Ele disse que ia ficar essa semana se recuperando dentro do CT. Nós não vivemos em um regime de escravidão, o Adriano tinha qualquer liberdade para aceitar ou não fazer isso", completou.

Fonte: Terra

Veja Mais:

  • Jogadores comemoram gol de Avelar marcado diante do Flamengo, na segunda semifinal

    Corinthians pega campeão da Série D em estreia na Copa do Brasil 2019

    ver detalhes
  • Ramiro foi anunciado pelo Corinthians nesta quinta-feira

    Corinthians anuncia contratação de Ramiro

    ver detalhes
  • Marquinhos e Sornoza podem ser trocados por Corinthians e Fluminense

    Grêmio e Marquinhos Gabriel voltam a namorar, mas Corinthians segue otimista por Sornoza

    ver detalhes
  • Carille já está participando dos detalhes de contratações do Corinthians

    Carille antecipa volta ao Corinthians e se despede do Al-Wehda

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes