Financeiramente, título do Campeonato Paulista vale 50% a mais que conquista da Libertadores

Financeiramente, título do Campeonato Paulista vale 50% a mais que conquista da Libertadores

O título da Copa Libertadores da América, sem dúvida, é o principal sonho de consumo de todos os clubes do futebol brasileiro. Porém, no aspecto financeiro, a competição continental deixa a desejar. A conquista do Campeonato Paulista, por exemplo, vale 50% a mais que o título da Copa Libertadores.

Campeão do torneio organizado pela Conmebol no ano passado, o Corinthians recebeu cerca de R$ 10 milhões, entre premiações e venda dos direitos de transmissão. Já nesta temporada, o clube do Parque São Jorge vai receber cerca de 15 milhões se levar a melhor no duelo contra o Santos – o segundo jogo da final será disputado neste domingo, às 16h (horário de Brasília), na Vila Belmiro.

Apenas para participar do principal estadual do futebol brasileiro, os quatro grandes do estado (Corinthians, São Paulo, Santos e Palmeiras) recebem cerca de R$ 10 milhões da FPF (Federação Paulista de Futebol) pela venda dos direitos de transmissão de suas partidas. De quebra, os clubes ainda conseguem antecipar as receitas de outros anos.

“O Campeonato Paulista rende mais dinheiro ao campeão, mas o título da Copa Libertadores acaba dando maior retorno em prestígio internacional”, explica Luís Alvaro Ribeiro, presidente do Santos, que busca o quarto título seguido do Paulistão.

Com a bilheteria, os jogos da Libertadores são mais rentáveis em comparação com os do Campeonato Paulista. Porém, no estadual, o campeão pode jogar até 13 partidas como mandante. Já na Libertadores, o campeão disputa sete partidas em seus domínios.

De qualquer forma, apesar do aspecto financeiro, o Campeonato Paulista recebe muitas reclamações de cartolas, treinadores e jogadores. A fórmula de disputa arrastada, com 19 rodadas para definir os oito classificados, deixa a competição pouco atraente para os torcedores. Para piorar, as quartas de final e as semifinais são disputadas em jogo único. De quebra, a única vantagem do clube com melhor campanha é jogar como mandante.

Fonte: Correio do Estado

Veja Mais:

  • Rodriguinho enfrenta o Patriotas na Colômbia; fora Gabriel, Carille promove quatro novidades

    Em treino na Colômbia, Carille define escalação do Corinthians para jogo da Sul-Americana

    ver detalhes
  • Cássio ergue taça de campeão paulista 2017; jogador está perto de atingir 300 jogos

    Perto dos 300 jogos, Cássio elege Corinthians de 2017 o melhor grupo do qual fez parte

    ver detalhes
  • Da arquibancada para o campo: estádio de adversário do Corinthians não tem alambrado; veja vídeo

    Da arquibancada para o campo: estádio de adversário do Corinthians não tem alambrado; veja vídeo

    ver detalhes
  • Romarinho foi protagonista da final da Libertadores há cinco anos

    Viraliza na web versão de gol do Romarinho narrado por Galvão Bueno; assista

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes