Defesa do Corinthians tem uma média de gols sofridos 2 vezes maior do que no Paulistão de 2013

Defesa do Corinthians tem uma média de gols sofridos 2 vezes maior do que no Paulistão de 2013

A zaga do Corinthians, melhor da temporada de 2013 - inclusive no último Campeonato Paulista - tem uma média de gols sofridos assustadora em relação á temporada anterior. Com a saída do técnico Tite, o novo comandante Mano Menezes disse que sacrificaria sua defesa para marcar mais gols, um problema preocupante que o Corinthians teve ano passado, entretanto não surtiu muito efeito, pois a equipe continua com uma média ruim de gols marcados, principalmente pelos atacantes da equipe.
No Campeonato Paulista de 2013 o timão - campeão - marcou 38 gols e sofreu apenas 18. A média de gols sofridos foi de 0,78 por partida, pouco mais de duas vezes menor do que nessa temporada, em que a média é de 1,8 gols sofridos por partida, o que é assustador para uma dupla de zaga que era incontestável, a melhor do Brasil, a equipe do Corinthians mostra grande desequilíbrio, e amplia sua crise após a derrota de hoje para a Ponte Preta.

Fonte: Preto e Branco é Tradição

Veja Mais:

  • Meia atuou nas categorias de base do Corinthians por três anos

    Cinco anos depois, Corinthians recebe parte da venda de Lucas Moura por ser clube formador

    ver detalhes
  • Romero foi bastante participativo no primeiro tempo, mas 'sumiu' na etapa final

    Sem criar chance de gol, Corinthians cai na pilha do Racing e é eliminado da Sul-Americana

    ver detalhes
  • Rodriguinho permaneceu no campo do El Cilindro por apenas dois minutos

    Atuação 'relâmpago' de Rodriguinho revolta torcida do Corinthians nas redes sociais; veja tuítes

    ver detalhes
  • Zagueiro Carlos durante partida contra a Seleção Brasileira Sub-17

    Em jogo-treino no CT, Sub-20 do Corinthians perde para Seleção Brasileira Sub-17

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes