Danilo quer manter fama de carrasco do Tricolor

Danilo quer manter fama de carrasco do Tricolor

Não poder contar com Jadson para o clássico deste domingo, contra o São Paulo, é um grande problema para Mano Menezes resolver. Afinal, desde a chegada do meia, o Corinthians é outro. Por outro lado, o provável substituto do camisa 10 no Majestoso será um jogador que já foi titular absoluto da equipe, conhece muito bem o Tricolor e carrega a fama de ser carrasco do rival. Trata-se de Danilo.

O camisa 20, que defendeu o clube do Morumbi de 2004 a 2006, costuma nadar de braçadas contra o ex-clube. Na foto ao lado, por exemplo, ele comemora o gol da vitória do Corinthians sobre o São Paulo, por 1 a 0, no Paulistão de 2012.

Aquele já era o quarto triunfo dele pelo Timão em partidas entre os dois rivais, desde a chegada ao Parque São Jorge, em 2010. Ao todo, já são 14 duelos entre o atleta e sua ex-equipe, com ampla vantagem para o jogador: são sete vitórias, quatro empates e três derrotas.

Danilo já até comemorou título sobre o São Paulo. Foi em 2013, quando marcou seu gol mais importante no Majestoso, garantindo a vitória do Corinthians por 2 a 0 e a taça da Recopa Sul-Americana — o tento, por sinal, foi o último do jogador, que vive um longo jejum desde aquela noite de julho, no Estádio do Pacaembu.

Confiança/ A falta de gols e o fato de esquentar o banco de reservas nos últimos jogos, no entanto, não abalaram a confiança do meia. Principalmente desde a chegada de Mano Menezes, no início da temporada.

Danilo era um dos mais cotados para deixar o Parque São Jorge na reformulação prometida pela diretoria alvinegra, mas o comandante não só pediu a permanência dele, como a prorrogação do contrato. Agora, o camisa 20 tem acordo até junho de 2015 com o Timão.

Mano gosta do estilo de jogo de Danilo e conta com a experiência dele para ajudar nesse processo de reformulação pelo qual o time vem passando.

O grande teste desse momento atual do Corinthians será, justamente, o clássico de amanhã, decisivo para as pretensões do Timão no Paulistão.

É a hora e o adversário perfeito para Danilo voltar a brilhar.

entrevista: Gilmar Rinaldi - Agente e amigo de Danilo
‘O Danilo sempre gosta de enfrentar o São Paulo’

DIÁRIO: O Danilo brilhou no São Paulo, mas, no Corinthians, se transformou em carrasco do Tricolor. Ele gosta de enfrentar o ex-clube?
GILMAR RINALDI: Ele sempre gosta de enfrentar o São Paulo. Todo jogador gosta de enfrentar o ex-clube, a motivação é muito grande e com ele é assim.

O Danilo temeu perder espaço com a chegada do Jadson e a volta do Renato Augusto?
Ele é muito tranquilo com isso. O Danilo sabe que ainda tem muito a dar para o Corinthians e está acostumando a conviver com isso na carreira dele.

No início do ano, o Corinthians falava em negociá-lo. A pedido do Mano, ele ficou. Isso renovou a motivação dele?
Ele tem conversado muito com o Mano e o Mano o tem procurado para conversar, também. Isso passa confiança. Eu acho que, como ele é um dos jogadores mais experientes do grupo, o Mano o procura por isso.

O Mano também gosta do estilo de jogo do Danilo, não é?
Além do papel dele como meia, ele sempre volta para marcar, principalmente pelas laterais. Os treinadores gostam disso.

Você trabalha com ele desde o início da carreira dele. Qual a diferença do Danilo do São Paulo para o do Corinthians?
Apenas a camisa. O estilo de ele jogar é sempre o mesmo. A cabeça também, sempre naquele estilo Danilo de ser. Ele jogou no Japão e, mesmo lá, manteve o estilo, parecia mais japonês do que os japoneses (risos).

Fonte: Diário de São Paulo

Veja Mais:

  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians se despediu da Arena no empate por 0 a 0 com o Atlético-PR

    Maior do país, público do Corinthians é duas vezes a média do Brasileirão 2016

    ver detalhes
  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes