Em busca do equilíbrio: ataque e defesa invertem papéis em 2014

Em busca do equilíbrio: ataque e defesa invertem papéis em 2014

Por Meu Timão

2.3 mil visualizações 33 comentários Comunicar erro

Cleber e Gil: rindo à toa

Cleber e Gil: rindo à toa

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

A temporada 2012 acabou com o torcedor nervoso com o sistema ofensivo. Os excessivos 0 a 0 irritavam e a principal missão de Mano Menezes no seu retorno ao clube foi devolver aos jogadores a confiança para criar e balançar as redes dos adversários.

Deu certo, pelo menos no Paulistão. Mesmo com a precoce eliminação na competição estadual, o ataque alvinegro balançou as redes em 24 oportunidades, em 15 jogos. A média foi de 1,6 gols por jogo. Já a defesa, sofreu 19 gols e marcou uma média negativa de 1,26 gols sofridos por partida.

Se na competição estadual o número de gols sofridos prejudicou a campanha, no Brasileirão o desempenho é bem diferente. Cássio, Fagner, Gil, Cleber e Fabio Santos sofreram apenas um gol em quatro partidas, gerando uma média de 0,25 gols sofridos por jogo. Contudo, o ataque marcou apenas quatro gols, derrubando a média para 1 gol por jogo.

Mano Menezes comentou a queda de desempenho e pediu paciência:

- No Campeonato Paulista falávamos sobre a defesa, que precisava melhorar, e a equipe estava criando muito. Abri mão de algumas questões ofensivas, e agora precisamos achar o equilíbrio disso. Uma capacidade de retomada de bola, aproveitando uma transição de qualidade. Isso dá a possibilidade de criar bastante - explicou.

Se no Brasileirão a equipe busca equilíbrio, na Copa do Brasil os números tranquilizam. Em dois jogos foram cinco gols marcados e nenhum sofrido. O Timão eliminou Bahia de Feira-BA e Nacional-AM sem a necessidade da partida de volta.

Veja Mais:

  • Diego Tardelli está há três temporadas no Shandong Luneng

    Corinthians recebe aceno positivo de 'concorrido' Tardelli por retorno ao Brasil

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians lotou Arena para finalíssima da Copa do Brasil

    Salvo padrão Fifa, Arena Corinthians tem seu maior ganho líquido de renda na final da Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Thiago Neves foi um dos principais personagens das finais entre Corinthians e Cruzeiro

    Thiago Neves nega provocação ao Corinthians e esclarece polêmica; veja vídeo

    ver detalhes
  • Pedrinho comemora gol da classificação corinthiana à decisão da Copa do Brasil, diante do Flamengo

    Corinthians deve receber oferta de europeu por Pedrinho, diz agente

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes