Técnico Mano Menezes considera empate justo

Técnico Mano Menezes considera empate justo

Por Meu Timão

650 visualizações 31 comentários Comunicar erro

Mano considerou o empate justo

Mano considerou o empate justo

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Após um disputado clássico contra o São Paulo, o técnico Mano Menezes considerou o empate um resultado justo para as duas equipes. Apesar de considerar seu time o dono do jogo, o comandante alvinegro declarou que "o futebol não é um jogo de justiça, mas sim de bola na casinha".

Mano Menezes também não poupou elogios à sua equipe na entrevista coletiva concedida após o empate:

- Nos posicionamos bem, fomos maduros, erramos pouco. Não ficamos totalmente satisfeitos com o empate porque levamos o 1 a 0 até quase o final do jogo, mas é um campeonato de pontos corridos. Precisamos ser melhores no fim, que é o que importa.

O jogo contra o São Paulo foi o quarto clássico do Corinthians no ano. A equipe, até o momento, acumula três empates e uma derrota. Além disso, o Timão voltou a sofrer gols após sete jogos de invencibilidade.

A semana será de expectativa para o Corinthians e sua torcida. No próximo domingo, a equipe alvinegra jogará a primeira partida oficial como mandante na Arena, contra o Figueirense.

Veja Mais:

  • Corinthians de Jonathas não conseguiu vencer o Cruzeiro nesta quarta-feira

    VAR tem noite terrível, Corinthians é derrotado na Arena e perde título da Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Emerson Sheik foi eleito pela Fiel o melhor em campo na derrota do Corinthians para o Cruzeiro

    Mais velho e mais novo do Corinthians são eleitos os melhores da final da Copa do Brasil

    ver detalhes
  • Torcida do Corinthians deu show à parte na finalíssima da Copa do Brasil

    Torcida do Corinthians dá novo show e 'se salva' em vice da Copa do Brasil; veja repercussão

    ver detalhes
  • Corinthians levou R$ 20 milhões pelo segundo lugar na Copa do Brasil

    Revés para o Cruzeiro na final da Copa do Brasil faz Corinthians perder quase R$ 40 milhões

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes