Site espanhol coloca atacante do Valência na mira do Corinthians

Site espanhol coloca atacante do Valência na mira do Corinthians

Por Meu Timão

46 mil visualizações 222 comentários Comunicar erro

Jonas jogou na Seleção quando Mano Menezes era o treinador

Jonas jogou na Seleção quando Mano Menezes era o treinador

Segundo o site espanhol "Plaza Deportiva", o Corinthians tem um novo alvo para reforçar o setor ofensivo. Trata-se do atacante Jonas Gonçalves que atualmente joga pelo Valência. Na publicação realizada nessa sexta-feira, o site comenta que Rolando Ximenes, diretor de futebol do Corinthians, estaria disposto a negociar pelo atacante.

O atacante que é um dos maiores artilheiros da história do Grêmio vem sendo pouco aproveitado no clube espanhol. Na última temporada, Jonas participou de poucos jogos e marcou apenas dois gols em 2014.

O treinador do clube, Juan Antonio Pizzi, não deve fazer questão de segurar o atleta e a situação favorece o retorno de Jonas ao Brasil. Hoje com 30 anos, Jonas está no Valência desde 2011.

Revelado no Guarani, Jonas também jogou pelo Santos e pela Portuguesa. Em novembro 2011, sob o comando de Mano Menezes, o atacante chegou a Seleção Brasileira e chegou a fazer 2 gols na vitória do Brasil de 2x0 contra o Egito.

Veja como foi a publicação do site espanhol:

Jonas na mira do Timão

Veja Mais:

  • Elenco alvinegro vive uma das semanas mais importantes da temporada

    Mistérios de Jair, decisão e confronto direto no Brasileiro: Corinthians vive semana decisiva

    ver detalhes
  • Léo Santos vai passar por nova avaliação na tarde desta segunda-feira

    Dúvida para a final, Léo Santos depende de nova avaliação para saber se tem condição de jogo

    ver detalhes
  • Arena Corinthians promete estar lotada nessa quarta-feira na final da Copa do Brasil

    Corinthians confirma ingressos esgotados para final da Copa do Brasil na Arena

    ver detalhes
  • Timão vai decidir título nacional na Fazendinha

    Corinthians conhece datas e horários das finais do Brasileiro Feminino; decisão é no PSJ

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes