Vasco x Corinthians

Pelo 2017, o Corinthians enfrenta agora o Vasco

Acompanhe ao vivo

Torcedores passam pela Arena Corinthians na tentativa de ver treino da seleção

Torcedores passam pela Arena Corinthians na tentativa de ver treino da seleção

Centenas de pessoas, de várias nacionalidades, caminhavam pela lateral da Arena Corinthians, na tarde de hoje (11), para conhecer o estádio do lado de fora ou até tentar ver a seleção brasileira, que, daqui a pouco, fará ali uma sessão de treinamento.

Muitos torcedores do Corinthians, clube que é proprietário da arena, também foram visitar o local nesta tarde. O clima era de alegria, amizade e descontração. Vendedores ambulantes aproveitaram a ocasião para vender camisetas da seleção e bandeiras do Brasil, além de chapéus coloridos. Havia também uma estátua viva, tentando atrair turistas. Amanhã (12), somente vendedores credenciados pela Federação Internacional de Futebol (Fifa) poderão ficar na região.

O montador Hélio Souza Rocha, que se identificou como "brasileiro e corintiano", foi um deles. Rocha disse à Agência Brasil, que pretendia ver o treino da seleção, mas não teve sucesso. "É só para credenciado", explicou o montador. Ele acredita que a seleção brasileira conquistará mais um título da Copa do Mundo este ano. "Eu conheci isso aqui [local onde está instalada a arena] ainda um buraco. E agora estou vendo isso aqui. Estou muito feliz. E hoje está repleto de gente."

Outro torcedor brasileiro, e também corintiano, era o profissional autônomo Lori Silva, que foi ao local para ver a seleção. "A Copa no Brasil é tudo. Apesar de acontecerem algumas coisas no país, precisamos apoiar o Brasil nesta hora. Podem acontecer algumas coisas [problemas] políticas, mas brasileiro nessa época é festivo e abraça a causa", afirmou Silva. Para ele, o pessoal será educado nesta hora para valorizar a Copa no Brasil.

Entre os torcedores que visitaram a arena nesta quarta-feira, muitos eram colombianos. Um deles era o engenheiro mecânico Miguel Díaz, que estava com vários amigos. "Estamos aqui [na Arena Corinthians] vendo como vai ser tudo, porque amanhã [12] vamos para Belo Horizonte, vamos nos preparar para ver o jogo da Colômbia", disse ele. Em sua primeira partida no Mundial, a Colômbia enfrentará a Grécia sábado (14) à tarde, na capital mineira.Díaz acredita que a seleção colombiana vai "chegar longe" na Copa. "Creio que podemos chegar à final", disse ele, sorrindo. Díaz não teme a ocorrência de manifestações violentas nas proximidades dos estádios durante a Copa. "Percorremos vários lugares e não vimos nada", ressaltou o colombiano, que considera o Brasil "muito lindo". Vai ser um excelente campeonato, acrescentou.

O médico mexicano Jaime Alberto Barranco também veio ao Brasil "para seguir a seleção" de seu país. Ele pretende ver os jogos em Natal, no Recife e em Fortaleza. "Esperamos chegar longe, mas é difícil porque há seleções muito boas. O Brasil, jogando em casa, pode ser perigoso", enfatizou Barranco. Sobre as manifestações, destacou que ainda não viu nada até o momento e que não teme que sejam violentas. "Até agora não vimos nenhuma e esperamos não vê-las."

Amanhã (12), as 17h, a Arena Corinthians será palco do jogo de abertura da Copa do Mundo, quando a seleção brasileira enfrenta a Croácia, pelo Grupo A da competição.

Fonte: RedeNews

Veja Mais:

  • Contra o Vasco, Corinthians estreia em 2017 e faz seu primeiro jogo na Florida Cup

    Contra o Vasco, Corinthians estreia em 2017 e faz seu primeiro jogo na Florida Cup

    ver detalhes
  • Kazim, uma das sete contratações do Corinthians, só joga o segundo tempo

    Corinthians confirma escalação para primeiro jogo do ano; veja quem estreia

    ver detalhes
  • Carille já foi avisado que Fagner e Rodriguinho podem ser convocados

    Além de Fagner, meia do Corinthians pode ser chamado por Tite para a Seleção Brasileira

    ver detalhes
  • Jadson coloca Corinthians como prioridade após retorno ao Brasil

    [Marco Bello] Jadson coloca Corinthians como prioridade após retorno ao Brasil

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes