MPF investiga crédito da Caixa ao Corinthians

MPF investiga crédito da Caixa ao Corinthians

O Ministério Público Federal de São Paulo instaurou inquérito civil para investigar supostas irregularidades na concessão de empréstimo adicional de R$ 350 milhões pela Caixa ao Corinthians para conclusão do Itaquerão, estádio que sediou a abertura da Copa do Mundo no último dia 12 de junho.

“Além das irregularidades que já são objeto de apuração (em outro inquérito civil), o referido clube de futebol (sublinhe-se, que é particular), obteve empréstimo adicional de R$ 350 milhões concedido pela Caixa Econômica Federal”, diz portaria de instauração do inquérito civil assinada pelo procurador da República José Roberto Pimenta Oliveira.

A abertura do inquérito foi em decorrência de reportagem publicada na edição de 28 de maio da revista Exame, que revelou o empréstimo adicional do banco estatal ao time de futebol. De acordo com a publicação, no total o Corinthians teria recebido R$ 1,2 bilhão para a construção do Itaquerão sem que tenha oferecido as devidas garantias de pagamento.

Isso porque a obra, que tinha sido orçada inicialmente em R$ 820 milhões, estourou o teto em R$ 250 milhões, além de R$ 100 milhões que o Corinthians devia pagar à empreiteira Odebrecht, que financiou por conta própria o início da obras. “Não havia instituição financeira disposta a bancar os R$ 350 milhões que faltavam.”

Então, diante da emergência que ameaçada a conclusão do palco para abertura da Copa, os responsáveis pelo empreendimento, a construtora Odebrecht e o ex-presidente do Corinthians Andres Sanchez – pré-candidato a deputado federal pelo PT - teriam procurado a presidente Dilma Rousseff (PT) em busca de ajuda. “Dilma, então, deu aos dois a notícia que eles tanto esperavam. A Caixa Econômica Federal, banco 100% estatal, cobriria o buraco”, continua a revista.

Explicações

Agora, o procurador notificou tanto a Caixa quanto o Corinthians para que apresentem “as devidas informações, bem como sejam remetidas as cópias pertinentes acerca do empréstimo.”

Fonte: Diario Web

Veja Mais:

  • Jô pode não viajar até a cidade de Tunja, na Colômbia

    Corinthians deve poupar jogadores e pode ter vários jovens da base na Colômbia

    ver detalhes
  • Guilherme Torres jogará mais quatro anos no Deportivo La Coruña

    Recopa, invasão da Fiel no Japão, Carille, La Coruña... Guilherme Torres fala ao Meu Timão

    ver detalhes
  • Pablo foi tranquilizado mais uma vez pela diretoria do Corinthians, que segue confiante

    Sem pressa e confiante: diretoria do Corinthians nem cogita possibilidade de perder Pablo

    ver detalhes
  • Presidente Roberto de Andrade na Arena Corinthians

    Presidente do Corinthians rechaça propostas oficiais, mas não garante permanência de todos

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes