Timão tenta efeito suspensivo para contar com o meia Petros

Timão tenta efeito suspensivo para contar com o meia Petros

Por Larissa Emanuelle

Timão aguarda efeito suspensivo para tentar contar com Petros

Timão aguarda efeito suspensivo para tentar contar com Petros

Mesmo com a punição já decidida pelo STJD, o Corinthians ainda deseja contar com o meia Petros neste ano. O jogador ficaria longe dos gramados por seis meses, mas o clube solicitou efeito suspensivo.

"Ainda não recebemos nenhum despacho do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, mas estamos aguardando esse efeito suspensivo. Se ele vai entrar em campo ou não, caso liberado, é uma decisão do Mano Menezes", afirmou o advogado do Timão, João Zanforlin.

Petros foi julgado nesta última segunda-feira após o lance com o árbitro Raphael Claus, no clássico contra o Santos. Como não conseguiu convencer o tribunal que não teve a intenção de agredir a autoridade máxima da partida, o camisa 40 recebeu a pena de 180 dias sem vestir a camisa alvinegra.

Ainda fora da próxima partida do Timão, que será contra o Goiás, o jogador apenas treinou com os reservas do elenco na terça-feira. Até o momento, no entanto, Petros cede o lugar para Renato Augusto contra o time goiano, nesta quinta-feira, na Arena Corinthians. O técnico Mano Menezes escolheu o camisa oito para assumir o seu lugar.

Veja Mais:

  • Jadson deve ser opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1

    Jadson confirma que se colocou à disposição para enfrentar o Palmeiras e crava jogo da reestreia

    ver detalhes
  • Fellipe Bastos, à direita, deve retornar ao time; Léo Jabá é dúvida

    Corinthians terá ao menos uma mudança na escalação para encarar Palmeiras

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade seguem aliados na política do Corinthians

    Fortalecido após veto do impeachment, Andrés Sanchez cogita voltar à presidência do Corinthians

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade assumiu presidência do Corinthians em fev/2015 e segue até fev/2018

    Conselheiros barram votação do impeachment, e Roberto de Andrade segue presidente do Timão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes