Últimos gols sofridos pela zaga alvinegra ligam sinal de alerta para a melhor defesa do Brasileirão

Últimos gols sofridos pela zaga alvinegra ligam sinal de alerta para a melhor defesa do Brasileirão

Por Meu Timão

Mano busca explicações pelos gols sofridos pelo Timão

Mano busca explicações pelos gols sofridos pelo Timão

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Apesar do Timão ter a melhor defesa do campeonato, tomar quatro gols nos últimos dois jogos já virou sinal de preocupação no Parque São Jorge.

Após levar apenas sete gols nas 15 primeiras partidas da competição, o Timão foi vazado quatro vezes diante de Goiás (em casa) e Grêmio (em Porto Alegre) - dois em cada. Esses números têm feito a comissão técnica procurar explicações para as atuações abaixo da média do setor defensivo.

E uma das explicações é a atuação ofensiva. A busca pelo gol contra Goiás e Grêmio foi maior e a equipe finalizou 40 vezes. A vontade de ir ao ataque abriu espaços, buracos apareceram e os rivais aproveitaram.

A segunda explicação está na saída de Cleber, que foi para a Alemanha, por Anderson Martins, recém chegado do Qatar.

- Acho que a zaga com Cleber e Gil estava entrosada, os dois sabiam posicionamento. Com o Anderson tem de ter um pouco de calma, é um belo zagueiro, tem muta técnica, joga firme, com tempo vai se entrosar com o Gil e a zaga estará como nos outros jogos, sem tomar gols - afirmou o camisa 10, que concedeu entrevista coletiva ontem à tarde.

Veja Mais:

  • Guilherme Arana disputará Sul-Americano no Equador

    Corinthianos são convocados para Sul-Americano Sub-20; Jabá fica fora

    ver detalhes
  • Moisés, de 21 anos, foi um dos destaques do Bahia em 2016

    Destaque do Bahia, lateral faz parte dos planos do Corinthians para 2017

    ver detalhes
  • Internacional foi alvo de gafe da Fifa

    Fifa comete gafe, troca escudo do Internacional e põe foto do Corinthians no lugar

    ver detalhes
  • Alan Mineiro não fica no Corinthians em 2017

    [Teleco] Alan Mineiro não fica no Corinthians em 2017

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes