Mano descarta reforços e já pensa em utilizar base do Timão

Mano descarta reforços e já pensa em utilizar base do Timão

Por Larissa Emanuelle

Mano Menezes deve utilizar as categorias de base em caso de "emergência"

Mano Menezes deve utilizar as categorias de base em caso de "emergência"

Em sua entrevista coletiva, realizada nesta quarta-feira (10), o técnico Mano Menezes descartou a possibilidade de chegar novos jogadores no Timão nesta temporada. O comandante ainda afirmou que deve usar base em casos de "emergência".

"Se temos essas possibilidades, as condições financeiras fogem daquilo que é a filosofia do clube neste momento. Entendemos que os jogadores que estão aqui satisfazem aquilo que quero, e comprovaram isso nessa semana. Se tivermos, numa emergência extrema, principalmente para a situação de ataque, vou recorrer às categorias de base".

"É óbvio que se o Corinthians entendesse que deveria investir em um atleta de condição financeira maior, faria. Mas é uma questão de filosofia. Entender o momento que o futebol brasileiro já está atravessando, que não é a mesma coisa do ano passado, e que as decisões precisam respeitar a nova realidade. É uma filosofia. Parte do que decidimos tem a ver com isso".

Cheio de desfalques na última semana, o técnico Corinthiano deve contar com a volta dos convocados no jogo contra o Atlético Mineiro, que será realizado nesta quinta-feira, pelo Brasileirão.

Veja Mais:

  • Monster Jam agitou Itaquera nesse sábado

    Primeiro Monster Jam no Brasil leva mais de 30 mil pessoas à Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Crislan pertence ao Braga, mas jogou no Vegalta Sendai por empréstimo

    Em alta no Japão, atacante despista sobre sondagem do Corinthians

    ver detalhes
  • Carille acredita em crescimento de Marquinhos Gabriel na próxima temporada

    Após sondagens, Corinthians e Marquinhos Gabriel negam possibilidade de empréstimo para 2018

    ver detalhes
  • Em meio à Fiel, Carille ergue a taça do hepta

    Como ganhar na loteria! 'Campeão de tudo' em 2018 levará R$ 144 milhões

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes