Petros tem a pena reduzida em novo julgamento pelo STJD

Petros tem a pena reduzida em novo julgamento pelo STJD

Por Larissa Emanuelle

Petros é punido por três partidas, mas pode atuar ainda hoje

Petros é punido por três partidas, mas pode atuar ainda hoje

Nesta quinta-feira (11), o meia Petros voltou à ser julgado pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva, pelo lance com o árbitro Raphael Claus, no clássico contra o Santos. Depois de punir o mesmo com 180 dias, o tribunal resolveu aplicar uma pena menor de apenas três partidas.

Mesmo com a punição dada pelo STJD, o camisa 40 poderá atuar normalmente contra o Atlético Mineiro, tendo em vista que as decisões do tribunal só entram em vigor após a publicação oficial, ou seja, um dia após o julgamento. A diminuição da pena levou em consideração o tempo exagerado fora dos gramados, sem que o meia alvinegro pudesse exercer a sua profissão.

À princípio, Petros foi enquadrado no artigo 254 - A, por agressão ao árbitro da partida, e este artigo levava a punição mínima de 180 dias. O Timão tentou "salvar" o jogador de uma punição severa, mas no primeiro julgamento não obteve êxito. Após o efeito suspensivo concedido pelo STJD, o mesmo atuou com a camisa alvinegra novamente e agora precisará ficar fora de três jogos.

Com Petros em campo pela "última" vez para depois cumprir suspensão, o Corinthians enfrenta o Atlético Mineiro às 19h30, na Arena Corinthians. O jogo é válido pelo Campeonato Brasileiro.

Veja Mais:

  • Jadson deve ser opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1

    Jadson confirma que se colocou à disposição para enfrentar o Palmeiras e crava jogo da reestreia

    ver detalhes
  • Fellipe Bastos, à direita, deve retornar ao time; Léo Jabá é dúvida

    Corinthians terá ao menos uma mudança na escalação para encarar Palmeiras

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade seguem aliados na política do Corinthians

    Fortalecido após veto do impeachment, Andrés Sanchez cogita voltar à presidência do Corinthians

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade assumiu presidência do Corinthians em fev/2015 e segue até fev/2018

    Conselheiros barram votação do impeachment, e Roberto de Andrade segue presidente do Timão

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes