Dívida do Corinthians faz com que a Caixa Econômica não deposite dinheiro

Dívida do Corinthians faz com que a Caixa Econômica não deposite dinheiro

Por Meu Timão

6.6 mil visualizações 80 comentários Comunicar erro

Corinthians é patrocinado pela Caixa desde 2012

Corinthians é patrocinado pela Caixa desde 2012

A Caixa Econômica Federal tinha um acordo com o Corinthians, pagar em dia desde que o clube não devesse a ninguém. E esse acordo foi quebrado quando o Corinthians não conseguiu tirar uma Certidão Negativa de Débito em julho, segundo uma reportagem do site da ESPN.

Uma CND (Certidão Negativa de Débito) é emitida para garantir que o clube esteja em dia com suas obrigações mas, segundo a publicação da jornalista Camila Mattoso, o clube deve R$ 9.785.143,20 milhões para a Procuradoria Geral do Estado entretanto o clube briga na justiça para tentar extinguir a dívida. O valor é referente a uma taxa de fiscalização de cartelas de bingo, ainda da Gestão Dualib.

Segundo Camisa Mattoso, na última semana o Corinthians conseguiu extinguir a dívida e deve receber os R$10 milhões que tem pra receber da Caixa Econômica.

Quem sabe agora o clube não use o dinheiro para pagar a dívida que a Ponte Preta está cobrando na justiça por causa do Ferrugem?

Veja Mais:

  • Na segunda partida da temporada, Corinthians de Carille já conheceu o sabor da derrota

    Corinthians marca no início, mas leva virada e sofre primeira derrota no Campeonato Paulista

    ver detalhes
  • Carille garantiu Henrique entre os titulares do Corinthians nesse início de temporada

    Carille fala em vagas abertas na equipe titular do Corinthians, mas garante Henrique na defesa

    ver detalhes
  • Gustagol sobe de cabeça contra zaga do Guarani; camisa 19 é ponto alto do Timão

    Gustagol é eleito craque, e trio de defensores decepciona na primeira derrota do Corinthians em 2019

    ver detalhes
  • Argentino Mauro Boselli já treina com bola e pode estrear no fim de semana

    Carille é cauteloso, mas não descarta estreia de Boselli contra Ponte Preta

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes