Desolados, jogadores e comissão vivem clima de velório após a queda

Desolados, jogadores e comissão vivem clima de velório após a queda

Por Meu Timão

Sem perspectivas para 2014, clima é de velório no Corinthians

Sem perspectivas para 2014, clima é de velório no Corinthians

Foto: Daniel Augusto Junior / Agência Corinthians

O que era pra ser uma noite tranquila se transformou numa tragédia de proporções histórias para o clube, que abandona a última esperança de título da temporada. Abatidos, jogadores deixaram o Mineirão por volta das 1h30 da manhã.

O ônibus partiu em silêncio para o hotel, e o que se viu foram as mais diferentes reações. O treinador, que havia dado entrevista com a voz embargada, deixou o estádio com olhar apático, vazio - por vezes balançou a cabeça incrédulo com o resultado.

Paolo Guerrero, o melhor em campo do lado corintiano, demonstrava revolta e irritação. Assim como o companheiro Cássio, que foi o único a dar entrevista aos deixar o gramado. Os mais jovens, como Malcom e outros recém-promovidos da base pareciam assustados.

Mesmo com pouca experiência, os jogadores mais novos do entenderam a proporção da derrota e sabem que quase nada sobra para essa temporada. Agora, o Corinthians terá de lutar por uma das 4 vagas no G4, se ainda quiser evitar que 2014 seja uma tragédia ainda maior.

O resultado ruim na temporada afetará diretamente o trabalho em 2015, já que, sem a classificação para a Libertadores o time passará um ano com poucas expectativas. Com os problemas agravados pela eleição tardia da nova diretoria, o Corinthians parece ter desenhado um caminho de pedras para o fim de 2014.

Veja Mais:

  • Kazim terá nova oportunidade como titular diante do Palmeiras

    Em treino aberto na Arena, Carille define novo Corinthians para clássico

    ver detalhes
  • Treino com torcida na Arena Corinthians não é novidade

    Organizadas pedem e último treino antes do Dérbi terá presença da torcida na Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Jadson deve ser opção a partir da próxima quarta-feira, dia 1

    Jadson confirma que se colocou à disposição para enfrentar o Palmeiras e crava jogo da reestreia

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade seguem aliados na política do Corinthians

    Fortalecido após veto do impeachment, Andrés Sanchez cogita voltar à presidência do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes