STJD absolve Corinthians por unanimidade no 'Caso Petros'

STJD absolve Corinthians por unanimidade no 'Caso Petros'

Por Larissa Emanuelle

11 mil visualizações 219 comentários Comunicar erro

Timão não perde pontos no Campeonato Brasileiro e é absolvido por unanimidade

Timão não perde pontos no Campeonato Brasileiro e é absolvido por unanimidade

Na tarde desta segunda-feira (27), o Superior Tribunal de Justiça Desportiva julgou o Corinthians pela suposta escalação irregular do meia Petros. Mesmo com o interesse de outras equipes da Série A na punição do clube paulista, o STJD absolveu o Timão por unanimidade.

Como o nome do atleta apareceu no BID, ele estaria disponível para ser utilizado pelo treinador Mano Menezes, o que gera a isenção do Corinthians em qualquer erro da Federação Paulista de Futebol (FPF) ou da CBF. Os argumentos do advogado Zanforlin foram levados em conta por todo o tribunal.

Nas últimas semanas, o presidente da FPF, Marco Polo Del Nero, isentou o Corinthians de qualquer problema envolvendo o contrato de Petros quando reconheceu o erro da própria entidade, provocado por uma funcionária.

Absolvido em primeira instância, o Timão não perde pontos no Campeonato Brasileiro e segue na quinta colocação, com 53 pontos conquistados, buscando uma vaga para a Libertadores da América 2015.

Veja Mais:

  • Titular diante do Botafogo, Roger é 'baixa inesperada' para clássico no Morumbi

    Roger sofre entorse e desfalca Corinthians no Majestoso; veja três possibilidades de escalação

    ver detalhes
  • Por que o Morumbi é o Salão de Festas do Corinthians | 68

    VÍDEO: Por que o Morumbi é o Salão de Festas do Corinthians | 68

    ver detalhes
  • Clayson reforça Timão no primeiro clássico pós-Copa do Mundo; Roger está fora

    Sem Roger, Loss relaciona Douglas e ganha retorno de atacante para clássico contra São Paulo

    ver detalhes
  • Douglas foi apresentado na tarde desta sexta-feira no CT

    Apresentado no Corinthians, Douglas se diz 200% curado de doença e já se coloca à disposição

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes