STJD absolve Corinthians por unanimidade no 'Caso Petros'

STJD absolve Corinthians por unanimidade no 'Caso Petros'

Por Larissa Emanuelle

Timão não perde pontos no Campeonato Brasileiro e é absolvido por unanimidade

Timão não perde pontos no Campeonato Brasileiro e é absolvido por unanimidade

Na tarde desta segunda-feira (27), o Superior Tribunal de Justiça Desportiva julgou o Corinthians pela suposta escalação irregular do meia Petros. Mesmo com o interesse de outras equipes da Série A na punição do clube paulista, o STJD absolveu o Timão por unanimidade.

Como o nome do atleta apareceu no BID, ele estaria disponível para ser utilizado pelo treinador Mano Menezes, o que gera a isenção do Corinthians em qualquer erro da Federação Paulista de Futebol (FPF) ou da CBF. Os argumentos do advogado Zanforlin foram levados em conta por todo o tribunal.

Nas últimas semanas, o presidente da FPF, Marco Polo Del Nero, isentou o Corinthians de qualquer problema envolvendo o contrato de Petros quando reconheceu o erro da própria entidade, provocado por uma funcionária.

Absolvido em primeira instância, o Timão não perde pontos no Campeonato Brasileiro e segue na quinta colocação, com 53 pontos conquistados, buscando uma vaga para a Libertadores da América 2015.

Veja Mais:

  • Roberto de Andrade assumiu presidência do Corinthians em fev/2015 e segue até fev/2018

    Conselheiros barram votação do impeachment, e Roberto de Andrade segue presidente do Timão

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade concedeu entrevista nesta segunda no Parque São Jorge

    Após se livrar de impeachment, Roberto de Andrade sugere tentativa de golpe no Corinthians

    ver detalhes
  • Rodriguinho deve ser uma das opções para o Corinthians no BR-17

    Corinthians tem Chape e clássicos logo no começo; veja a tabela completa do BR-17

    ver detalhes
  • Patch que será usado pelos jogadores no Dérbi de quarta-feira

    Rivalidade à parte: Corinthians e Palmeiras se unem e usarão logo no clássico

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes