Com baixa média de público, Goiás pode levar o jogo contra o Timão para Belém

Com baixa média de público, Goiás pode levar o jogo contra o Timão para Belém

Por Larissa Emanuelle

Mangueirão pode receber Goiás e Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro

Mangueirão pode receber Goiás e Corinthians, pelo Campeonato Brasileiro

Foto: Divulgação

Sem muitos objetivos no Campeonato Brasileiro, o Goiás pode 'deixar' o Serra Dourada para enfrentar o Timão em outro estádio. A baixa média de público do clube deve ter como consequência a ida da partida para Belém.

A diretoria do time goiano já estuda a possibilidade de procurar um novo campo para atuar contra o Corinthians, reconhecendo que o clube paulista possui um grande número de torcedores em cada região do país.

O jogo contra o Timão está marcado para o dia 19 deste mês, pela 35° rodada do Campeonato Brasileiro, e segundo a rádio 730, de Goiás, o local escolhido pela diretoria esmeraldina seria o Estádio Olímpico do Pará (Mangueirão), em Belém. Os dirigentes Corinthianos já foram avisados da possível mudança, ainda que não exista nada oficial.

O clube alvinegro não joga no Mangueirão desde 2005, quando triunfou sobre o Paysandu por 2 à 0, pelo Campeonato Brasileiro. O próximo jogo do Corinthians será contra o Santos, em sua Arena, no próximo domingo.

Veja Mais:

  • Centroavante Jô, 'Rei dos Clássicos', voltou a deixar o dele neste domingo

    Corinthians despacha São Paulo e vai à final do Paulistão contra Ponte Preta

    ver detalhes
  • Jô foi eleito o melhor em campo no clássico deste domingo

    Jô, Pablo e Jadson brigam pela melhor avaliação nas notas da torcida

    ver detalhes
  • Sem ser relacionado há seis partidas no Timão, Guilherme tem acerto encaminhado com o Atlético-PR

    Presidente confirma: Corinthians encaminha empréstimo do meia Guilherme

    ver detalhes
  • Carille tem oito titulares pendurados para primeira final contra a Ponte

    Oito dos dez titulares de linha do Corinthians entram pendurados na decisão do Paulista

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes