Nova regra da FIFA exige transparência nos direitos de jogadores

Nova regra da FIFA exige transparência nos direitos de jogadores

Por Meu Timão

10 mil visualizações 67 comentários Comunicar erro

Promessa corinthiana tem direitos divididos entre Corinthians e investidores

Promessa corinthiana tem direitos divididos entre Corinthians e investidores

A Fifa toma mais um passo para fechar o cerco de investidores e fundos que especulam através dos direitos econômicos de jogadores. O primeiro passo já foi dado: a entidade agora exige que todos os clubes documentem quem são os fundos e empresários com participação em cada um dos atletas.

No Corinthians, o fatiamento dos direitos de jogadores é assunto recorrente - e inclui até mesmo conselheiros do clube envolvidos nas negociações. É o caso de Petros, cuja empresa de Fernando Garcia - que é conselheiro no clube - detém 50% dos direitos. O movimento, apesar de não ser permitido pelo estatuto do clube, se apoia em brecha onde o documento foi evasivo: a proibição não cita a participação de empresas dos conselheiros nos direitos.

Outros jogadores, como o jovem Malcom, de apenas 17 anos, já tem os direitos comprometidos: apenas 30% do jogador pertence ao Timão - os outros 70% são divididos entre mais 3 empresas. O Corinthians tem apenas 50% de Elias, Jadson e Renato Augusto, por exemplo. No caso de Gil e Cássio, o clube detém 90% e 60% dos direitos, respectivamente. Já Ferrugem é 100% da Ponte Preta, enquanto Ángel Romero tem apenas 20% de seus direitos ligados ao Timão.

Apesar da mudança nas regras da Fifa, que visam ter maior controle sobre os contratos e as transações, os clubes não estão muito satisfeitos. A prática, além de facilitar as operações ilegais, permite que clubes tenham jogadores de maior destaque, mesmo sem dinheiro em caixa para as contratações. Quando a medida for concluída, os times que descumprirem as normas estarão sujeitos à punições da entidade.

Veja Mais:

  • Inicialmente exposta no Memorial, a estátua de Sócrates está na Arena Corinthians

    Conheça o escultor Laércio Alves, que homenageou Sócrates em estátua exposta na Arena Corinthians

    ver detalhes
  • Sanchez e Roberto de Andrade, atual e ex-presidentes do Corinthians

    Corinthians registra déficit de R$ 35 milhões em 2017; veja números do balanço financeiro

    ver detalhes
  • Renovação, declaração do Balbuena e a posição do Meu Timão

    [Danilo Augusto] Renovação, declaração do Balbuena e a posição do Meu Timão

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez, Roberto de Andrade e Gobbi, últimos presidentes do Corinthians

    Diretor financeiro do Corinthians analisa detalhes do balanço de 2017; leia a entrevista

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes