Coringão aguarda a volta de Guerrero para definir renovação

Coringão aguarda a volta de Guerrero para definir renovação

Por Meu Timão

Corinthians precisa resolver a questão de Guerrero o quanto antes

Corinthians precisa resolver a questão de Guerrero o quanto antes

A renovação de Guerrero com o Corinthians é um dos assuntos que mais preocupa a torcida alvinegra para o ano de 2015. Contudo, segundo uma matéria publicada no GloboEsporte por Diego Ribeiro, isso deve acabar logo.

O presidente alvinegro, Mário Gobbi, considera uma questão de honra resolver essa questão o quanto antes e deixar o acerto com o atacante o seu legado para o próximo presidente.

Cada vez mais perto do fim do Campeonato Brasileiro, dirigentes do Timão ligaram o sinal de alerta e aguardam o retorno de Guerrero da seleção peruana para retomar conversas a respeito do novo acerto.

Até o momento, Paolo Guerrero foi chamado para reuniões preliminares, sem definições. O Corinthians se mostra disposto a oferecer o teto salarial do clube, na faixa dos R$ 500 mil mensais e um contrato de até dois anos.

O representante do jogador ficou de analisar detalhes, mas não houve avanços desde então. O atual contrato vai até julho de 2015. A situação ficou ainda pior após uma amostra do que é o Corinthians sem o atleta.

Sem conseguir a liberação da seleção peruana, o atacante desfalcou o time contra o Bahia e não vai enfrentar o Goiás, nesta quarta-feira.

Os meninos Luciano e Malcom comandaram o ataque. A diretoria entende que a experiência de Paolo Guerrero é fundamental para o desenvolvimento dos companheiros de time e até os jogadores mais experientes discursam a favor do acerto rápido.

- O Guerrero é nosso principal jogador e faz muita falta. Seria muito difícil disputar uma possível Libertadores sem ele. A diretoria vem renovando contratos de outros jogadores, então acredito que não será difícil chegarem a um acordo - disse o goleiro Cássio.

O peruano tem dito a companheiros de time que quer muito renovar. Nem mesmo possíveis propostas da Europa devem abalar o desejo do jogador. A urgência para que a renovação saia logo e a necessidade de manter o artilheiro no elenco devem fazer o Corinthians atender possíveis pedidos extras do jogador. Inclusive um salário acima do teto.

Veja Mais:

  • Meia sentiu a costela após dividida com Betão

    Jadson tem fratura constatada e desfalca Corinthians por um mês

    ver detalhes
  • Jô, artilheiro do Corinthians na temporada com 15 gols, não balançou as redes nesta quarta-feira

    Fora de casa, líder Corinthians para na retranca do Avaí e volta a empatar no Brasileirão

    ver detalhes
  • Walter não garantiu permanência no Corinthians

    Walter não garante permanência no Corinthians: 'Estou aguardando'

    ver detalhes
  • Marquinhos Gabriel não viveu boa noite na Ressacada

    Torcida do Corinthians escolhe árbitro e Marquinhos Gabriel como vilões por empate contra o Avaí

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes