Ronaldo Ximenes sobre renovação de Guerrero: 'Dois lado têm de ceder'

Ronaldo Ximenes sobre renovação de Guerrero: 'Dois lado têm de ceder'

Por Larissa Emanuelle

10 mil visualizações 82 comentários Comunicar erro

Guerrero negocia sua renovação de contrato

Guerrero negocia sua renovação de contrato

Em entrevista a Rádio Transamérica, o diretor de futebol do Corinthians, Ronaldo Ximenes, comentou sobre o andamento da renovação de contrato do centroavante Paolo Guerrero. O dirigente acredita que os dois lados precisam ceder para ter um fim positivo.

Ximenes ainda destacou que não acredita que Guerrero vai 'trair' o Timão, minimizando qualquer possibilidade do jogador estar negociando com outros clubes em meio as conversas com o time alvinegro.

'Todas as partes, tanto o Corinthians como o Paolo, excelente jogador, excelente profissional, nesse momento todas as partes têm que ceder um pouco. Ele não vai nos trair, se identifica com o clube, tem amor à camisa que veste. No momento oportuno, vamos sentar e vamos ceder um pouco cada lado'.

O vínculo do centroavante com o Timão vai até julho de 2015. No entanto, a partir de janeiro, o mesmo já poderá assinar contrato com qualquer outro clube interessado em contar com ele na próxima temporada.

Veja Mais:

  • Timão quer se manter no pelotão de frente do Brasileirão; para isso, precisa bater Internacional

    Desfalcado Corinthians pega Internacional por primeira vitória na era Loss

    ver detalhes
  • Líder, Timão tem outro duro teste neste domingo: o Santos!

    Com entrada franca e transmissão ao vivo, Corinthians encara clássico pelo Paulista Feminino

    ver detalhes
  • Maycon (à esq.) não fica após Copa; Rodriguinho e Jadson devem receber ofertas

    Andrés diz que Corinthians deve perder três titulares durante janela de transferências

    ver detalhes
  • Walmir e Carille batem papo durante treino; ambos deixam Corinthians rumo ao Al-Wehda

    'Pego de surpresa', braço-direito de Carille diz ter poucas informações sobre clube saudita

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes