Corinthians pode substituir Fanger com lateral pouco conhecido

Corinthians pode substituir Fanger com lateral pouco conhecido

Por Meu Timão

Valdir em entrevista ao EPTV

Valdir em entrevista ao EPTV

Foto: Reprodução

O futuro da lateral-direta do Corinthians segue uma incógnita. Enquanto o Corinthians negocia com o Wolfsburg para tentar trazer Fagner por definitivo, Edilson, ex-Botafogo, já chegou a ser noticiado como fechado com o time. Roberto de Andrade chegou a procurar Maicon, e Ferrugem, volante do Timão que muitas vezes atua pela lateral, pode deixar o clube.

Além de todas as negociações acima, nessa quinta-feira, mais um personagem acaba de entrar nesse rolo todo. O lateral-direito Valdir, do Mogi Mirim, negocia com o Corinthians, segundo o portal Futebol Interior. Em entrevista ao site, o atleta chegou a comentar sobre o assunto.

- Todo jogador sonha em jogar no Corinthians e para mim seria uma honra, depois de já ter jogado no Goiás, que é outro grande clube. O meu empresário está cuidando da negociação para que saia tudo certo -, disse o lateral.

Com 27 anos, Valdir jogou a Série C do Brasileirão pelo Mogi. Com um estilo mais ofensivo, Valdir chamou a atenção do Corinthians ainda durante o Brasileirão e, segundo a publicação, agora nos últimos dias do ano, Ronaldo Ximenes, diretor de futebol do Timão, está tentando contratar o jogador.

Veja Mais:

  • Carille definiu os jogadores que iniciam o duelo contra a Chapecoense

    Carille saca Clayson, mantém Jadson fora e escala Corinthians para enfrentar Chapecoense

    ver detalhes
  • Danilo volta a ser opção para Carille

    Sem Jadson e com Danilo, Corinthians relaciona 22 jogadores para viagem a Chapecó

    ver detalhes
  • Fiel promete apoio em volta do Corinthians à Arena

    Corinthians divulga nova parcial para jogo contra o Atlético-GO; venda aberta para não-sócios

    ver detalhes
  • Corinthians não deu prazo para retornos de Balbuena e Arana

    Corinthians perde Balbuena e Guilherme Arana por lesões musculares

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes