Pressão da torcida faz Fernando Garcia sair do conselho do Timão

Pressão da torcida faz Fernando Garcia sair do conselho do Timão

Por Larissa Emanuelle

Fernando Garcia possui parte dos direitos econômicos de Malcom, revelação da base alvinegra

Fernando Garcia possui parte dos direitos econômicos de Malcom, revelação da base alvinegra

Irmão do candidato da oposição à presidência do Timão, Fernando Garcia deixará o conselho do Corinthians no início de 2015. Pressionado pela Fiel Torcida, o empresário deve formalizar sua saída na primeira semana de janeiro.

Como informa o blog Bastidores FC, Fernando Garcia já realizou vários empréstimos ao Coringão, ganhando em troca os direitos econômicos de alguns atletas, como do atacante Malcom, por exemplo.

Em público, o empresário afirma que se afastará do conselho do Corinthians para não prejudicar a campanha de seu irmão, Paulo Garcia, que concorre à presidência do Corinthians. O próprio candidato, inclusive, afirmou que caso seja eleito novo presidente do Timão, não faria negócio com Fernando, seu próprio irmão, por "questões éticas".

Segundo o levantamento do blog de Martín Fernandez, é estimulado que Fernando Garcia tenha emprestado ao Corinthians algo em torno de R$ 16 milhões quando esteve presente no Conselho Deliberativo do clube.

Veja Mais:

  • Com Balbuena e Jô, Timão tenta engatar 5ª vitória consecutiva no Brasileirão

    Com novas motivações, Corinthians encara Flamengo em primeiro teste como heptacampeão

    ver detalhes
  • Antes doo Dérbi, mais de 30 mil corinthianos apoiaram os jogadores alvinegros

    Diretor se anima com chance de mais treinos abertos na Arena: 'Talvez antes do próximo jogo'

    ver detalhes
  • Vágner Love foi quem marcou no empate decisivo para sagrar o título do Corinthians

    Há dois anos, Corinthians garantia hexa do Brasileirão com empate no Rio de Janeiro

    ver detalhes
  • Camacho vibra ao comemorar gol do Corinthians no Dérbi

    Camacho elege partida mais marcante do hepta do Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes