Henrique, centroavante do Palmeiras em 2014, está na mira do Timão

Henrique, centroavante do Palmeiras em 2014, está na mira do Timão

Por Larissa Emanuelle

Cobiçado por outros clubes, Henrique teria sido oferecido ao Corinthians

Cobiçado por outros clubes, Henrique teria sido oferecido ao Corinthians

Desejando reforçar o seu elenco para a nova temporada recheada de competições, o Corinthians pode tentar contratar Henrique, artilheiro do Palmeiras em 2014, e que não deve permanecer no rival.

Segundo o jornalista Jorge Nicola, o jogador foi oferecido ao Timão e já teve o seu nove aprovado pelo técnico Tite, mas o problema financeiro alvinegro pode acabar afetando na negociação. Sem dinheiro, o Corinthians tem a intenção de adquiri-lo através de um empréstimo.

Henrique tem grande chances de não permanecer no Palmeiras, já que o clube alviverde não tem o interesse de pagar R$ 6,5 milhões para mantê-lo no elenco. Além do Timão, Flamengo, Tigres e um clube da primeira divisão da Alemanha desejam contratar o mesmo.

Um possível acerto com o jogador representaria uma vingança do Corinthians sobre o seu rival, que acabou atravessando o acordo verbal do time alvinegro com Leandro, ex-Chapecoense. Caso Henrique fosse contratado, chegaria para ser o reserva do centroavante Guerrero.

Veja Mais:

  • Corinthians volta a brincar sobre confusão do Dérbi e promete novidade no uniforme

    Corinthians volta a brincar sobre confusão do Dérbi e promete novidade no uniforme

    ver detalhes
  • Furlan apita sexta partida do Corinthians na carreira

    Após polêmica no Dérbi, FPF define trio de arbitragem para próximo jogo do Corinthians

    ver detalhes
  • Roberto de Andrade assegurou que o espaço (acima do número) está livre para ser negociado

    Patrocinador não cumpre acordo e Corinthians já negocia espaço do uniforme

    ver detalhes
  • Jadson deve reestrear pelo Corinthians apenas na próxima quarta-feira

    Corinthians divulga lista de relacionados para pegar Mirassol sem nenhum meia

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes