Contra cornetadas, Tite brinca: 'Se eu continuar empatando e ganhar títulos, vou ficar feliz'

Contra cornetadas, Tite brinca: 'Se eu continuar empatando e ganhar títulos, vou ficar feliz'

Por Meu Timão

Tite chegou querendo mais títulos

Tite chegou querendo mais títulos

Foto: Daniel Augusto Jr./ Agência Corinthians

Embora demonstre mais ofensividade nos treinos que comandou desde seu retorno ao Timão, o estilo calmo de Tite gerou curiosidade na torcida: os empates vão continuar? Mesmo com a saída do treinador, sob o comando de Mano Menezes, o Timão foi o time que mais empatou no Brasileiro - foram 12 empates em 38 jogos.

Com seu jeito tranquilo, o treinador respondeu à saia justa com um sorriso: 'Se eu continuar empatando, mas ganhar títulos, vou ficar feliz'. Com sutileza, o treinador reagiu a crítica com jogo de cintura, já que sob seu comando, o time conquistou todos os times que disputou - Paulista, Brasileiro, Libertadores, Mundial e a Recopa.

Apesar da fala mansa, o treinador que passou um ano fora do Timão tem se mostrado 'pilhado'. O técnico reconheceu que tem botado pressão nos jogadores, e não esconde a ansiedade em voltar ao trabalho após o período trabalho.

Na entrevista, Tite lembrou que apesar de seu período longe do time ter sido chamado de período 'sabático', foram meses de trabalho duro e estudo. E é esse trabalho que o treinador quer colocar em campo novamente.

Veja Mais:

  • Corinthians foi bicampeão mundial em 2012, diante do Chelsea, no Japão

    Grêmio cai, e Corinthians segue sendo último sul-americano campeão do Mundial da Fifa

    ver detalhes
  • Yago volta ao Corinthians na primeira semana de janeiro

    Após empréstimo, zagueiro é reintegrado ao Corinthians; Del'Amore no radar

    ver detalhes
  • Scarpa tem reunião marcada com empresários neste sábado

    Alvo do Corinthians, Scarpa agenda reunião com representantes para decidir futuro

    ver detalhes
  • Promoção da empresa Apito Promocional na camisa durante o Brasileirão 2012

    Corinthians mantém cobrança milionária contra ex-patrocinador; calote chega a cinco anos

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes