Guerrero reafirma desejo de ficar, mas renovação só deve sair após eleições

Guerrero reafirma desejo de ficar, mas renovação só deve sair após eleições

Por Meu Timão

Guerrero quer continuar no Corinthians

Guerrero quer continuar no Corinthians

A situação de Guerrero no Corinthians mudou nos últimos dias. Depois de chegar o dia 15 de janeiro, o atacante já pode acertar com qualquer equipe que faça um pré-contrato com o atacante, e ficar no Timão apenas até 15 de julho, data que vence seu vínculo com o Corinthians.

Apesar disso, o atacante manteve a palavra ao ser entrevistado em Orlando, e disse que quer continuar no Timão.

- Estou deixando para o meu empresário resolver isso, estou focado e tranquilo. Não quero nem pensar nisso. Só escuto o torcedor corintiano falar: 'Renova, renova'. Já falei um monte de vezes que quero renovar com o Corinthians. Quero acertar logo isso para poder jogar tranquilo - disse o atacante, em entrevista publicada no Globo Esporte.

O problema é que Guerrero não deve renovar enquanto Gobbi for presidente. Com a relação desgastada entre a o presidente e a OAB Sports, que representa o peruano e também Dudu, que foi para o Palmeiras, a esperança, tanto de Guerrero quanto a dos empresários e da torcida, é de um acerto após as eleições do clube, que acontece em 7 de fevereiro.

Veja Mais:

  • Jogadores comemoram vaga na final do Paulista após eliminar o São Paulo na Arena

    FPF confirma datas, horários e locais das finais do Paulistão 2017

    ver detalhes
  • Raphael Claus tem um retrospecto polêmico em jogos do Timão

    Pivô de polêmicas, árbitro é escalado para jogo de ida da final entre Corinthians e Ponte Preta

    ver detalhes
  • Mosaico foi exibido antes do clássico desse domingo, entre Corinthians e São Paulo

    Corinthians publica vídeo do novo mosaico da Arena; assista

    ver detalhes
  • Centroavante Jô, 'Rei dos Clássicos', voltou a deixar o dele neste domingo

    Corinthians despacha São Paulo e vai à final do Paulistão contra Ponte Preta

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes