Corinthians ainda tinha 10% dos direitos de Éverton Ribeiro, revela jornal

Corinthians ainda tinha 10% dos direitos de Éverton Ribeiro, revela jornal

Por Meu Timão

Éverton Ribeiro vai ganhar muita grana nos Emirados Árabes

Éverton Ribeiro vai ganhar muita grana nos Emirados Árabes

Foto: Reprodução TV

Além do dinheiro que o Timão tem direito, relativo ao mecanismo de solidariedade da Fifa, pela venda de Éverton Ribeiro, o Corinthians ainda tem mais 10% dos direitos econômicos do atleta, o que deve ajudar nas nossas finanças, com a venda de Éverton Ribeiro para o Al Ahli, dos Emirados Árabes, realizada nesse final de semana.

A informação revelada hoje por Rodrigo Vessoni, repórter do diário Lance!, dos 10% adicionais deverá render ao clube aproximadamente 2.6 milhões de reais, além do percentual relativo a formação do atleta (cerca de 1 milhão de reais), totalizando R$ 3.6 milhões.

Atleta do Timão desde criança, Éverton Ribeiro saiu do Timão em 2009, para ser emprestado ao São Caetano em 2009, voltou em 2011, e logo em seguida saiu para jogar no Coritiba. Fez uma temporada razoavelmente boa, e em seguida, foi comprado pelo Cruzeiro, onde teve uma excelente fase.

Aos 25 anos, Éverton Ribeiro assinou com o Al Alhi para receber cerca de 5 milhões de euros de salário por cada ano de contrato, o que resulta num salário aproximado de R$1,14 milhão por mês.

Veja Mais:

  • Kazim deve ter primeira chance como titular no Corinthians

    Carille põe Kazim titular e faz mais duas mudanças; veja provável escalação contra São Paulo

    ver detalhes
  • Arena Corinthians foi palco de semifinal da Copinha em 2016

    FPF nega semifinal na Arena, libera Paulista em Jundiaí e volta a irritar diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Kazim marcou um dos gols da vitória do Timão na Florida Cup

    Corinthians conhece adversário de final da Florida Cup 2017

    ver detalhes
  • Drogba no Corinthians: decisão sai nesta sexta

    [Marco Bello] Drogba no Corinthians: decisão sai nesta sexta

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes