Esquema de segurança do clássico já foi definido, mas não será divulgado

Esquema de segurança do clássico já foi definido, mas não será divulgado

Por Meu Timão

1800 torcedores do Corinthians estarão no estádio palmeirense

1800 torcedores do Corinthians estarão no estádio palmeirense

Foto: Getty

O clássico que tem agitado a semana toda no Corinthians e no Palmeiras, que teve a polêmica toda envolvendo a torcida única, que foi recomendado pelo Ministério Público, acatado pela Federação Paulista de Futebol, contestado pela diretoria do Timão e finalmente revogado pela FPF, agora terá um esquema especial de segurança para os 1800 torcedores do Corinthians que poderão entrar no Allianz Parque.

Para garantir a segurança no dia da partida, o capitão do 2º Batalhão de Choque, Alexandre Vilariço, irá se reunir com as torcidas organizadas do Corinthians, por volta das 15 horas desse sábado, para explicar como será feita a escolta dos corinthianos. O esquema todo já foi definido para a polícia, mas não será divulgado para evitar com quem torcedores do Palmeiras tentem fazer emboscadas.

Os torcedores do Timão que quiserem assistir o jogo no estádio palmeirense terão de pagar caro. Estima-se que os ingressos destinados ao setor visitante custam até R$200. Além disso, como de costume nos clássicos, a polícia pedirá para que os torcedores visitantes fiquem por mais de uma hora no local após o término da partida.

Veja Mais:

  • Jô falou com a imprensa nesta terça-feira já na Argentina

    Jô admite toque no braço, nega trapaça e abre o jogo sobre polêmica no Corinthians

    ver detalhes
  • Apresentadora Renata Fan fez analogia infeliz com polêmica envolvendo Jô

    Renata Fan compara Jô a 'ladrão' e revolta torcida do Corinthians

    ver detalhes
  • Equipes brasileira e argentina voltam a campo nesta quarta-feira

    Técnico do Racing define equipe para duelo com Corinthians na Argentina

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez fez fortes declarações sobre polêmicas envolvendo o Timão

    Em vídeos, Sanchez critica CBF, rebate Eurico e fala sobre polêmica: 'Maior time da América Latina'

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes