Cadeiras do setor de visitante do estádio do Palmeiras são quebradas

Cadeiras do setor de visitante do estádio do Palmeiras são quebradas

Por Meu Timão

Cadeiras foram quebradas no Allianz Arena

Cadeiras foram quebradas no Allianz Arena

Foto: Reprodução

Após a saída dos corinthianos do estádio do Palmeiras, aproximadamente uma hora após o término da partida em que o Timão venceu o rival por 1 a 0, os danos sofridos no Allianz Parque puderam ser registrados. Algumas cadeiras do setor de visitantes foram destruídas, onde sentava a torcida do Corinthians, enquanto portas dos banheiros foram riscadas com provocações..

Antes mesmo do dia do jogo já a preocupação, inclusive da presidência da Gaviões da Fiel, em não revidar o estrago feito pelos palmeirenses na Arena Corinthians. Durante o Brasileirão de 2014, no primeiro clássico entre os dois clubes no novo estádio do Timão, palmeirenses destruíram 282 cadeiras no setor de visitantes, gerando um prejuízo acima de 50 mil reais, pago pela diretoria do Palmeiras.

Ainda não foi contabilizado o total do estrago no Allianz Parque, mas seja lá quanto for, vai sair do bolso do Timão, já que entre as diretorias dos clubes, existe um"acordo de cavalheiros em que o clube visitante pague pelo estrago da torcida visitante.

Veja Mais:

  • Último treino aconteceu com a presença da Fiel na Arena Corinthians

    Em treino aberto na Arena, Carille define escalação do Corinthians para o Majestoso

    ver detalhes
  • Fiel fez muito bonito na Arena Corinthians neste sábado

    Torcida 'lota' Arena e faz bonita festa em último treino do Corinthians antes do clássico

    ver detalhes
  • Revelado na base do Corinthians, Matheus Pereira deixou o clube em julho de 2016

    Corinthians sofre calote por transferência de Matheus Pereira e aciona Fifa contra clube italiano

    ver detalhes
  • Guilherme Arana teve retorno confirmado e está entre os relacionados do Timão

    Com retorno de lateral e sem Pedrinho, Corinthians relaciona 23 jogadores para Majestoso

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes