Defesa do Corinthians chega à marca de 437 minutos sem sofrer gols

Defesa do Corinthians chega à marca de 437 minutos sem sofrer gols

Por Diego Salgado

Zagueiro Gil é um dos líderes do elenco corinthiano

Zagueiro Gil é um dos líderes do elenco corinthiano

Foto: Daniel Augusto/ Agência Corinthians

A solidez defensiva do Corinthians, marca registrada da campanha do título da Libertadores, em 2012, voltou à tona no começo da temporada 2015. A zaga alvinegra não sofre gols há quatro jogos, em um total de 437 minutos, na melhor marca em nove meses.

Desde o gol marcado por Yurchenko, do Bayer Leverkusen, no Torneio da Flórida, a defesa corinthiana não é vazada. Depois, o time passou ileso contra Corinthian-Casuals, Marília, Once Caldas e Palmeiras. A marca é a segunda melhor de Tite à frente da equipe. No começo de 2011, o Corinthians chegou a ficar 458 minutos sem sofrer gols, com quatro partidas completas.

Na campanha vitoriosa na Libertadores, o time corinthiano levou apenas quatro gols em 14 jogos. Invicto, o Corinthians acabou vazada contra o Deportivo Táchira (1 a 1), Nacional do Paraguai (vitória por 3 a 1), Santos (1 a 1) e Boca Juniors (1 a 1).

O recorde histórico foi alcançado na temporada passada, com Mano Menezes. Entre 16 de março e 11 de maio, o Corinthians ficou 721 minutos sem sofrer gols - foram sete jogos completos: Penapolense (0 a 0), Bahia de Feira (2 a 0), Atlético Sorocaba (3 a 0), Atlético-MG (0 a 0), Flamengo (2 a 0), Nacional (3 a 0) e Chapecoense (1 a 0). A campanha superou a marca de 2001, quando o time chegou a ficar 659 minutos sem buscar a bola no fundo do gol.

Neste domingo, mesmo com a mudança na zaga em relação à partida contra o Once Caldas, o time manteve-se invicto - Felipe deu lugar a Edu Dracena. A vitória sobre o Palmeiras foi marcada por duas defesas difíceis. No primeiro tempo, Cássio evitou um gol após finalização de cabeça de Vitor Hugo. Na etapa final, Valter salvou o Corinthians ao evitar o empate palmeirense no chute de

Veja Mais:

  • Titulares que não jogaram na Argentina foram a campo nesta sexta

    Trio trabalha com bola e Corinthians deve ter força máxima no Majestoso

    ver detalhes
  • Fiel poderá comparecer novamente a um treino na Arena

    Na véspera do Majestoso, Corinthians promove treino aberto à torcida na Arena

    ver detalhes
  • Arbitragem tem sido assunto recorrente no dia-a-dia do Corinthians

    Levantamento: todos os erros contra e favor do Corinthians no Brasileirão 2017

    ver detalhes
  • Guilherme Arana não jogou na Argentina, mas volta no Majestoso

    Arana fala em ano perfeito com título do Corinthians e fracasso do São Paulo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes