Pressão, caldeirão e torcida apaixonada: do que o Corinthians 'escapará' em Buenos Aires

Pressão, caldeirão e torcida apaixonada: do que o Corinthians 'escapará' em Buenos Aires

San Lorenzo é o atual campeão

San Lorenzo é o atual campeão

Foto: Getty Images

Atuais campeões continentais, vice-campeões do mundo, time de coração do papa Francisco, dono de um caldeirão em Almagro, na periferia de Buenos Aires, e com uma torcida apaixonada. Esse é o San Lorenzo, que no dia 04 de março receberá o Corinthians no estádio Nuevo Gasômetro, com portões fechados, por uma punição imposta pela Conmebol - a torcida do San Lorenzo atirou uma pedra no auxiliar na decisão da Recopa contra o River.

A ausência dos torcedores locais deve ser comemorada pelo torcedor corinthiano. Conhecido como caldeirão - um dos piores do futebol argentino - o estádio é a grande força de uma equipe que não tem grandes resultados fora dele, apesar de ter estreado com vitória contra o Danúbio, 2 a 1, de virada, em Montevidéu. No ano passado, na campanha do primeiro título continental da equipe, a casa do "Ciclón" pulsou durante as vitórias argentinas.

O local não traz grandes lembranças para o Timão. Ao total, o Corinthians atuou duas vezes no local e perdeu as duas (4 a 1 em 2001, 2 a 1 em 1999, ambos pela Copa Mercosul). Dessa vez, os comandados do técnico Tite pretendem mudar a história.

Ao melhor estilo argentino, os "hinchas" do San Lorenzo fazem muito barulho nos jogos da equipe. Se a fidelidade não é uma marca registrada, como no caso dos corinthianos, os torcedores da Almagro tentam compensar enchendo o estádio em jogos importantes.

Confira um vídeo com a torcida do San Lorenzo

Veja Mais:

  • Pedro Henrique foi uma das baixas do Corinthians no treino desta sexta

    Com dois desfalques, Corinthians se reapresenta já de olho em duelo contra Grêmio

    ver detalhes
  • Jô pode não viajar até a cidade de Tunja, na Colômbia

    Corinthians deve poupar jogadores e pode ter vários jovens da base na Colômbia

    ver detalhes
  • Guilherme Torres jogará mais quatro anos no Deportivo La Coruña

    Recopa, invasão da Fiel no Japão, Carille, La Coruña... Guilherme Torres fala ao Meu Timão

    ver detalhes
  • Pablo foi tranquilizado mais uma vez pela diretoria do Corinthians, que segue confiante

    Sem pressa e confiante: diretoria do Corinthians nem cogita possibilidade de perder Pablo

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes