Sem torcida, Tite 'fala muito' em jogo na Argentina

5.8 mil visualizações 52 comentários

Técnico Tite 'falou muito' na beira do gramado do Nuevo Gasómetro nessa quarta-feira

Técnico Tite 'falou muito' na beira do gramado do Nuevo Gasómetro nessa quarta-feira

Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

Que o técnico Tite fala com os jogadores durante os 90 minutos de todas as partidas do Corinthians não é novidade para ninguém. Tanto na televisão quanto no estádio é possível observar o treinador inquieto, em pé na área e falando o tempo todo.

Por causa da punição imposta ao San Lorenzo, o jogo dessa quarta-feira aconteceu sem torcida presente no estádio. O silêncio no local permitiu que o torcedor que acompanhava a partida pela televisão ou rádio ouvisse claramente tudo que o técnico falava na beira do gramado.

E Tite não falou pouco. Sua voz pôde ser ouvida por quase todos os 90 minutos da vitória por 1 a 0, em BUenos Aires. O comandante chamou o nome de quase todos os atletas em campo, gritou como torcedor, incentivou em jogadas e até se exaltou em momentos mais complicados para o Timão na partida.

Não foi apenas pela televisão que a partida foi ouvida melhor. Na tribuna de imprensa, os jornalistas presentes no estádio relataram lances curiosos, como o grito de dor de Renato Augusto, quando levou uma entrada dura no primeiro tempo.

Confira algumas frases ditas pelo treinador

"Elias, pode sair, pode sair", autorizando o atleta a sair da posição, subindo para o ataque.

"Vai viajar!", indicando que o adversário faria um lançamento longo e a bola viria pelo alto.

"Elias, fica como passador, que o Fagner vai abrir", também para o volante.

Durante todo o jogo o treinador gritou indicações, quase como um torcedor, do banco de reservas, como: "Bora, bora", "Tira, tira", "Gira, Gira".

"Danilo, Danilo, mais pro lado direito", mudando a posição do jogador ainda no primeiro tempo.

"Se jogou, se jogou, professor, deu para ver, todo mundo viu", sobre lance de falta para o San Lorenzo.

"Elias, pegou a bola, pode invertir lá e dispara", novamente para o dono do gol na noite dessa quarta-feira.

"Pode deixar, Fagner. Passa, Jadson", indicando o que os jogadores deveriam fazer após mudança de posicionamento da equipe no segundo tempo.

"Boa bola, Gil", elogiando boa jogada do zagueiro.

"Levanta, Uendel, vamos embora. Vamos embora", dizendo para o lateral levantar rapidamente após falta sofrida.

Veja Mais:

  • Corinthians perde para Palmeiras por 1 a 0, no Allianz Parque, e não conquista tetracampeonato do Paulistão

    Jô marca no último lance, mas Corinthians é superado nas penalidades e perde título do Paulistão

    ver detalhes
  • Jô comemora com Everaldo seu gol no duelo com o Palmeiras, pela final do Paulistão

    Fiel distribui notas baixas, mas 'poupa' Cássio e Jô após revés do Corinthians; reserva beira o zero

    ver detalhes
  • Cássio volta a salvar Corinthians com boas defesas durante Dérbi

    Torcida do Corinthians exalta Cássio e Jô, mas lamenta pênaltis desperdiçados; veja repercussão

    ver detalhes
  • Tiago Nunes explicou as escolhas por Michel, Avelar, Cantillo, Sidcley e Jô na cobranças de pênaltis

    Tiago Nunes justifica escolha por batedores na decisão por pênaltis e exalta maturidade dos atletas

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez não demora para se pronunciar após vice-campeonato do Corinthians

    Andrés Sanchez parabeniza Corinthians por entrega na final e diz que 'temporada ainda não acabou'

    ver detalhes
  • Corinthians estreia no Brasileirão na próxima quarta-feira

    O que você espera do Corinthians no Campeonato Brasileiro? Vote em enquete do Meu Timão!

    ver detalhes

Últimas notícias do Corinthians

Comente a notícia: