Em véspera de clássico, ambulantes vendem faixas com 'Eterno 7 a 1'

Em véspera de clássico, ambulantes vendem faixas com 'Eterno 7 a 1'

Por Meu Timão

Faixas em incentivo ao Timão são comuns na Arena

Faixas em incentivo ao Timão são comuns na Arena

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Aproveitando a rivalidade entre Corinthians e Santos, alguns ambulantes tentaram ganhar dinheiro na véspera do clássico vendendo faixas com os dizeres "Eterno 7 a 1", por R$ 10,00, em frente ao Parque São Jorge.

A faixa remete à partida do segundo turno do Campeonato Brasileiro, que aconteceu em 6 de novembro de 2005, em que o Corinthians de Antônio Lopes, então técnico do Timão, venceu o rival da Baixada por incríveis sete gols a um. Os responsáveis pelos gols alvinegros foram: Tevez (3 gols), Nilmar (2 gols), Rosinei e Marcelo Mattos. O jogo histórico aconteceu no Pacaembu, ainda considerado como a segunda casa do Timão.

Naquela tarde inesquecível ao torcedor corinthiano, o time do Parque São Jorge entrou em campo com Fábio Costa, Marcelo Mattos, Marinho, Wendel, Eduardo Ratinho, Bruno Octávio, Rosinei, Carlos Alberto, Hugo, Tevez e Nilmar. Ainda nessa partida, também atuaram o atacante Jô, o zagueiro Wescley e o atacante Dinelson.

A partida entre os dois clubes paulistas ocorrerá neste domingo, às 16h, na Arena Corinthians. O Timão, que já acumula 35 pontos e é líder isolado, entrará em campo com força máxima e em busca de mais uma vitória para manter a sequência invicta e a melhor campanha no Campeonato Paulista.

Veja Mais:

  • Filha dá resposta sensacional ao pai palmeirense: 'Vai, Corinthians'

    Pai força garotinha a cantar música do Palmeiras, e ela surpreende com um 'Vai, Corinthians!'

    ver detalhes
  • Gaviões da Fiel se unirá as outras torcidas organizadas paulitas neste domingo

    Organizadas rivais de São Paulo se unem em evento no Pacaembu em homenagem à Chape

    ver detalhes
  • Arana pode se transferir para a Inter de Milão nos próximos dias

    Com oferta na mão, Corinthians espera retorno de presidente para definir venda de Arana

    ver detalhes
  • Corinthians optou por não utilizar redes sociais em respeito ao momento

    Corinthians suspende redes sociais em dia de velório coletivo da Chapecoense

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes