Sobre modelo de produtividade, Edu Gaspar dispara: 'Eu não gosto'

Sobre modelo de produtividade, Edu Gaspar dispara: 'Eu não gosto'

Por Meu Timão

Dirigente ataca modelo de produtividade

Dirigente ataca modelo de produtividade

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

O Corinthians, apesar da ótima fase no Campeonato Paulista e na Libertadores, enfrenta problemas financeiros. Para solucionar questões como essas, a diretoria alvinegra tem feito reuniões para definir os planos para o restante da temporada de 2015.

Edu Gaspar, gerente de futebol do time do Parque São Jorge, afirmou que o clube está em constante estudo para colocar as contas em dia, ressaltando que analisa o custo do elenco no momento atual.

Os salários estão em dia, mas existem outras pendências com alguns atletas do elenco corinthiano. Sobre isso, Edu fez críticas ao modelo de produtividade adotado pelo clube. Descartando qualquer chance de colocar esse conceito nas possíveis renovações dos jogadores do Corinthians, explicou porque essa hipótese não seria possível.

"Eu não gosto do modelo de produtividade. Você só pega jogador de segundo escalão. Eu não gosto. Falam que você faz isso na Europa, mas não é assim. Lá há prêmio extra por alguns objetivos, mas não é do jeito que estão fazendo aqui, baseado só em número de jogos", disse o gerente de futebol do Corinthians, em entrevista concedida ao portal UOL.

Veja Mais:

  • Romero será um dos titulares na última partida do ano

    Libertadores, vingança e tributo: Corinthians encara Cruzeiro neste domingo

    ver detalhes
  • Patch de homenagem a Chapecoense na camisa do Corinthians

    Veja imagens da camisa do Corinthians com o patch da homenagem a Chapecoense

    ver detalhes
  • Marinho vem sendo pedido por torcedores do Corinthians para 2017

    Pedido pela torcida do Corinthians, Marinho admite deixar Vitória em 2017

    ver detalhes
  • Simi passou sete anos no Corinthians

    Simi reclama de saída do Corinthians e projeta 'final às avessas' da LNF no Parque São Jorge

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes