Com sequência difícil pela frente, Jadson avisa: 'Toda equipe quer bater a nossa'

Com sequência difícil pela frente, Jadson avisa: 'Toda equipe quer bater a nossa'

Jadson garante que a cabeça está na Libertadores e não no Palmeiras

Jadson garante que a cabeça está na Libertadores e não no Palmeiras

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O Corinthians se prepara para uma sequência difícil na próxima semana: San Lorenzo, na quinta; Palmeiras, no domingo; e São Paulo, na quarta seguinte. Dois jogos pela Copa Libertadores e uma semifinal de Campeonato Paulista.

Apesar da importância do jogo contra a equipe argentina, a maior parte das informações e da expectativa está em cima do clássico contra o Palmeiras, no domingo. Para o meia Jadson, não dá para priorizar uma das competições.

"As duas competições são muito importantes, não tem que priorizar nem uma e nem outra. São diferentes, mas temos sempre que pensar no próximo adversário. San Lorenzo é o próximo, ainda temos que conseguir a classificação. Vai ser um jogo muito duro, tomara que a gente consiga fazer um bom jogo em casa, a vitória e depois pensamos no Palmeiras", declarou, em coletiva na tarde dessa terça-feira, no CT.

Mas, pelo jeito a missão é difícil até mesmo para o meia. Segundo ele, o clássico contra o rival acaba sempre passando pela cabeça.

"Por ser clássico, pela grandeza, por ser uma semifinal. Claro que acaba pensando, mas sabemos que não pode pensar no outro jogo, então tem o San Lorenzo e depois o Palmeiras. Estamos focados na Libertadores. Depois, na sexta feira, começa a pensar no Palmeiras, que vai ser um grande jogo, difícil e nós vamos nos preparar para ele também", explicou Jadson.

Com jogos tão importantes em sequência, o esperado é que o técnico Tite acabe poupando alguns jogadores. Para o meia, esse são os tipos de jogos que todo mundo quer estar presente.

"Todo jogador gosta de jogar essas decisões. Jogos difíceis, que colocam a equipe para testar o potencial. Nossa equipe está invicta, mantém a regularidade. Toda equipe quer bater a nossa no momento. Vamos manter os pés no chão e fazer o nosso trabalho", explicou.

Mas, apesar da vontade do jogador, ele sabe que quem decide mesmo é o técnico Tite e a comissão técnica. "Nosso elenco já mostrou que todos têm condições de jogar, o Tite vem revezando desde o começo da temporada e o nível se manteve o mesmo. Elenco ele tem, todos já provamos que temos condições de jogar. Todo mundo quer jogar. A decisão é do Tite, da parte fisiológica do clube, só esperar e ver quem tiver melhores condições para jogar e ajudar a nossa equipe", completou.

Veja Mais:

  • Oswaldo defendeu utilização da cor verde em homenagem à Chapecoense

    Oswaldo comenta tragédia da Chapecoense e é mais um a defender cor verde no Corinthians

    ver detalhes
  • Sala de cabines de TV da Arena passa a ser chamada Lilácio Pereira Jr.

    Corinthians batiza sala de transmissões da Arena em tributo a vítima de acidente

    ver detalhes
  • Golaço de Marlone sobre Cobresal rendeu a ele indicação ao Puskás

    Marlone supera Messi e Neymar e vai à final do Prêmio Puskás da Fifa

    ver detalhes
  • Luidy (boné) conheceu o CT Joaquim Grava na última quinta-feira

    Contratação do Corinthians vai ao CT pela primeira vez

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes