Tite agradece Fiel e lamenta: 'Ninguém é maquina. Estamos lambendo a ferida'

Tite agradece Fiel e lamenta: 'Ninguém é maquina. Estamos lambendo a ferida'

Por Meu Timão

Técnico Tite agradeceu a Fiel e se disse orgulhoso ao ver Gil e Elias chorando

Técnico Tite agradeceu a Fiel e se disse orgulhoso ao ver Gil e Elias chorando

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Após a eliminação do Paulistão, o técnico Tite agradeceu o apoio da torcida do Corinthians. Mais de 38 mil torcedores compareceram ao estádio e apoiaram o time do começo ao fim da partida.

"Agora de coração, é o agradecimento ao torcedor, esse agradecimento é muito grande. Às vezes você perde empatando. Mas quanto tu olha para trás e vê o carinho do torcedor, é duro. É a segunda vez em que estou no Corinthians e vejo eliminação. Fomos eliminados da Libertadores assim uma vez. Não tem quem não se emocione. Foi um grande clássico, digno das maiores tradições entre Corinthians e Palmeiras", declarou, visivelmente emocionado no início da coletiva de imprensa nesse domingo.

O treinador também falou sobre o abatimento que a equipe sofreu. No final da partida, Gil e Elias deixaram o gramado às lágrimas. "Me orgulho. Me orgulha Elias ter chorado. Quem não liga me preocupa. Quem não assume suas responsabilidades me preocupa", declarou.

Ainda muito emocionado, o técnico falou sobre o seu sentimento após a eliminação."Nós somos humanos, niguém é máquina. Ninguém tira chip, ou muda, está aflorado meu sentimento. Está aflorando a imagem da torcida, o baita jogo, a defesa do Fernando Prass", falou. "Não tenho condições de te responder agora, estou muito pilhado, estou vivendo muito o jogo".

Enaltecendo o grupo, o comandante citou até o atacante Guerrero. Ainda se recuperando de um quadro de dengue, o jogador esteve na Arena e foi ao vestiário após o jogo conversar com os companheiros.

"Ele saiu do hospital e veio para o jogo. Todo mundo procurando se fortalecer nesse momento e consolar na medida do possível, mas com a cabeça erguida. Tem que saber perder", explicou.

"Hoje é dia de ficar quieto, ficar com a família, chorar, se fortalecer, respeitar a vitória do outro lado. É olhar para dentro de nós. Eu ouvi o Mourinho dando uma entrevista coletiva depois de uma derrota, ele usou uma frase feita 'Estou louco para que chegue quarta-feira', eu não sou disso. Amanhã começa o trabalho e começa a preparação, não vou usar essa figura. Vou lamber as minhas feridas essa noite", finalizou.

Veja Mais:

  • Cerca de 200 integrantes de organizadas foram ao Pacaembu neste domingo

    Ato de organizadas tem gritos de 'Vamo Chape' e pedido por liberdade nos estádios

    ver detalhes
  • Kalil, à direita de Roberto de Andrade, pediu licença de 60 dias

    Vice-presidente solicita licença do cargo e dispara contra diretoria do Corinthians

    ver detalhes
  • Bruno César anotou o segundo gol na vitória por 2 a 0

    Ex-jogador do Corinthians marca golaço de falta e dedica à Chapecoense; veja o vídeo

    ver detalhes
  • Maycon conta com o aval de Oswaldo de Oliveira para retorno

    Retorno de Maycon minimiza necessidade por contratação de volante no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes