Blindados, elenco e diretoria do Timão minimizam erros de arbitragem

Blindados, elenco e diretoria do Timão minimizam erros de arbitragem

Corinthians teve dois expulsos contra o São Paulo

Corinthians teve dois expulsos contra o São Paulo

Foto: Daniel Augusto/ Agência Corinthians

Emerson Sheik e Mendoza foram expulsos na derrota para o São Paulo e o Corinthians jogou com um jogador a menos desde os 19 minutos do primeiro tempo. Mesmo com as expulsões interferindo diretamente no resultado da partida, a diretoria do Timão, o técnico Tite e os jogadores preferiram minimizar os erros e não entrar em polêmica.

O treinador alvinegro abriu a coletiva de imprensa já alertando aos jornalistas que não iria falar sobre os erros do árbitro Sandro Meira Ricci. Segundo ele, existem pessoas mais capacitadas para fazer a análise.

"Não vou falar da arbitragem. As emissoras têm comentaristas de arbitragem, não vou comentar. Perdemos em velocidade. No primeiro tempo praticamente definiu com o 2 a 0. Colocamos outro jogador de velocidade, mas em seguida perdemos também", explicou o técnico.

O atacante Vagner Love também poupou a arbitragem. "Uma coisa que a gente não tem que falar mais que é a arbitragem, a gente tem que entrar em campo e jogar. Temos que rever, eu não vi os lances da discussão, não vi o lance do Sheik, não deu pra ver o lance do Mendoza, mas é uma coisa que já aconteceu, não vai voltar atrás", disse.

Até mesmo a diretoria preferiu não falar sobre. O presidente Roberto de Andrade, na saída do estádio, disse que de longe, do estádio, não era possível fazer uma avaliação das jogadas.

"Normal, não tenho nada para falar da arbitragem. Isso é fora do lance, você de longe não consegue fazer uma avaliação. É muito rápido os lances, é lance interpretativo, prefiro não colocar minha opinião para não falar bobagem", disse.

O lateral Uendel também comentou sobre as expulsões e, mais duro que os companheiros, disse que já ouviu falar que ambas foram injustas, mas que só "agora que vai começar de verdade" a Libertadores.

"O jogo de hoje foi um pouco atípico por causa da expulsão. Acho que foi injusta pelo que todos tão falando, mas a gente tem a consciência que a gente passou bem por essa fase da Libertadores, e agora vai começar de verdade", finalizou.

Veja Mais:

  • Em vídeo, Gabriel reitera desculpas por gesto obsceno: 'Não faz parte do meu caráter'

    Em vídeo, Gabriel reitera desculpas por gesto obsceno: 'Não faz parte do meu caráter'

    ver detalhes
  • Clayson comemora gol sobre o São Paulo, o primeiro dele pelo Timão

    Na raça! Clayson decide, Corinthians empata no Morumbi e mantém invencibilidade contra rival

    ver detalhes
  • Líder do Brasileirão, Corinthians empatou com o São Paulo por 1 a 1 neste domingo

    Com tropeço do Grêmio, Corinthians vê rivais se aproximarem na tabela; veja classificação

    ver detalhes
  • Clayson assegurou empate fora de casa ao Timão

    Cássio brilha, mas reserva é eleito o melhor do Corinthians no clássico; Jadson destoa

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes