Mundial volta ao palco onde Timão foi campeão

Mundial volta ao palco onde Timão foi campeão

Por Meu Timão

3.8 mil visualizações 37 comentários Comunicar erro

Após dois anos, Mundial de Clubes volta a ser disputado no Japão

Após dois anos, Mundial de Clubes volta a ser disputado no Japão

Foto: Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Na manhã desta quinta-feira, a FIFA anunciou que as duas próximas edições do Mundial de Clubes serão disputadas no Japão. Em 2013 e 2014, as partidas ocorreram no Marrocos e tiveram como campeões Bayern de Munique e Real Madrid, respectivamente.

Após dois anos, o torneio volta a ser disputado na terra do sol nascente que, por acaso, traz boas lembranças ao Corinthians, consagrado campeão mundial sobre o Chelsea em 2012, ano em que aconteceu a última decisão do campeonato no país.

"Este é um país com histórico comprovado quando se trata de receber eventos FIFA, incluindo seis edições no Mundial de Clubes, todas com sucesso. Nós sabemos que o ambiente será ótimo para a competição, com bons públicos e uma atmosfera maravilhosa", afirmou Valcke, secretário-geral da FIFA, no site da própria entidade.

Neste ano, a competição acontecerá entre os dias 10 e 20 de dezembro. Como anfitrião, o Japão terá um time garantido no torneio, além dos campeões das seis conhecidas confederações: América do Sul, Ásia, África, Concacaf, Europa e Oceania.

Veja Mais:

  • Top fregueses do Corinthians | #43

    SAUDAÇÕES CORINTHIANAS: Os maiores fregueses do Corinthians

    ver detalhes
  • Roger foi apresentado como novo centroavante do Corinthians nesta sexta-feira

    Roger é apresentado no Corinthians e lembra de passado torcedor na cidade de Campinas

    ver detalhes
  • Recém-chegado, Roger participou do treino do Corinthians nesta sexta-feira

    Volta de emprestado, presidente na área e Roger em campo... a sexta-feira do Corinthians

    ver detalhes
  • Sheik não enfrenta Paraná Clube neste domingo

    Sem Roger nem Sheik: Carille relaciona 22 para jogo contra Paraná

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes