Por valorização da marca, Timão recusa patrocínios pontuais

Por valorização da marca, Timão recusa patrocínios pontuais

Por Meu Timão

Novo diretor de marketing, Marcelos Passos terá a missão de gerar receitas para o clube

Novo diretor de marketing, Marcelos Passos terá a missão de gerar receitas para o clube

Foto: Meu Timão

Mesmo com as altas dívidas desta temporada, a diretoria do Corinthians não está fazendo loucuras para gerar mais receita aos cofres do clube. Os acordos de patrocínio pontuais seriam uma alternativa para amenizar a conta negativa, algo descartado pela direção alvinegra.

"Todo dia, somos consultados para patrocínios pontuais. Mas a gente tem de valorizar a marca, estudamos a experiência que podemos gerar e nem sempre aceitamos um patrocínio pontual. Não vamos nos render à receita no curto prazo para depreciar a marca que temos", afirmou Marcelo Passos, diretor do Departamento de Marketing, à ESPN.

"Nos últimos jogos, não atuamos com nenhum pontual. O que fazemos é analisar propostas de empresas que possam fidelizar. Vamos tentar não desgastar a marca, pois se fizermos muitos pontuais, aquele patrocinador grande começa a não querer mais participar", acrescentou.

Além disso, o dirigente tocou em um dos assuntos que mais causam discussão entre os torcedores do Timão: o acordo sobre os naming rights da Arena Corinthians. De acordo com Passos, o clube não irá ceder na pedida atual - R$ 400 milhões por 20 anos.

"Não pensamos em diminuir o valor que queremos para fechar o contrato com os naming rights. A Arena tem visibilidade e papel importante para o Corinthians, que está mandando seus jogos no estádio. O valor é alto, mas quando se olha num longo prazo, ou anualmente, não é tanto assim. Mas é dificil achar uma empresa. Ela tem o dinheiro do investimento e ainda terá um custo para ativar a marca", analisou.

"Eu quero fechar, claro. Mas não vamos fazer besteira. Temos de trabalhar com calma. Estamos negociando também o nome de alguns setores, o sector rights, temos ações para fazer os negócios acontecerem. A (revista) Forbes colocou o Corinthians como uma das marcas mais fortes da América Latina. Não aproveitar isso seria um erro", completou o diretor.

Veja Mais:

  • Bruno Paulo jogará no Santa Cruz até o final de 2017

    Com apenas um jogo pelo Corinthians, atacante é emprestado até o fim do ano

    ver detalhes
  • Rodriguinho marcou o gol da vitória do Corinthians contra o Atlético-GO

    Corinthians se impõe fora de casa, vence Atlético-GO e assume liderança do Brasileirão

    ver detalhes
  • Quase a totalidade dos 15 mil presentes no Serra Dourada era corintiana

    Torcida do Corinthians domina o estádio Serra Dourada; comentarista e dirigente goianos se revoltam

    ver detalhes
  • Clayson canta o hino do Corinthians na primeira concentração

    VÍDEO: Clayson canta o hino do Corinthians na primeira concentração

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes