Cássio justifica falha contra o Guaraní: 'Excesso de confiança'

Cássio justifica falha contra o Guaraní: 'Excesso de confiança'

Cássio não teve boa noite no Paraguai

Cássio não teve boa noite no Paraguai

Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians

O goleiro Cássio não viveu uma boa noite nesta quarta-feira no Paraguai. O Corinthians perdeu de 2 a 0 para o Guaraní e os dois gols contaram com erros do goleiro alvinegro.

O primeiro, aos 14 minutos, foi uma grande falha de Cássio. O atacante Santander cobrou falta rasteira na mão do goleiro e ele não conseguiu segurar a bola e deixou ela entrar no canto direito.

Após a derrota, na saída do gramado, Cássio tentou justificar o erro e disse confiar na força da equipe do Corinthians, no jogo de volta, para reverter o resultado.

"Acho que foi excesso de confiança, de pegar a bola firme e sair rápido. Acabei falhando e falhando feio. Tomamos o gol. Agora é tentar corrigir, concentrar e com a força da torcida buscar a classificação", declarou.

No segundo gol, apesar da falha do zagueiro Felipe, o goleiro Cássio não saiu bem e viu o meia Contrera ampliar o placar e deixar a situação do Timão mais difícil na próxima quarta-feira. O Corinthians recebe o Guaraní, na Arena, às 22h. Todos os ingressos para a partida já foram vendidos.

Veja Mais:

  • Flávio Adauto não é mais diretor de futebol do Corinthians

    Em nota oficial, Corinthians anuncia saída de Adauto e Piovesan

    ver detalhes
  • Andrade permanece à frente do Corinthians apenas até fevereiro de 2018

    Corinthians estima superávit em 2018; clube pretende arrecadar R$ 50 milhões em vendas

    ver detalhes
  • Júnior Dutra assinou com o Corinthians até dezembro de 2019; único reforço confirmado

    Exato um mês após o título brasileiro, Corinthians tem só um reforço; três são os motivos

    ver detalhes
  • Corinthianos foram presos por horas nas arquibancadas do Maracanã em 2016

    Impunidade após baderna flamenguista expõe exageros da polícia carioca contra Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes