Sem prazo oficial, dúvida no ataque do Timão depende da Conmebol

Sem prazo oficial, dúvida no ataque do Timão depende da Conmebol

Por Meu Timão

Sheik e Mendoza ainda não sabem como serão seus futuros na Libertadores

Sheik e Mendoza ainda não sabem como serão seus futuros na Libertadores

Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O técnico Tite já declarou que atuará com os jogadores reservas na partida deste domingo, na estreia do Campeonato Brasileiro. Contra o Cruzeiro, apenas uma dúvida: escalar ou não escalar Emerson Sheik contra o Cruzeiro.

A preocupação é com a situação atual de Sheik. O atacante aguarda a decisão da confederação sobre a punição dele e de Mendoza, por causa de expulsões no clássico contra o São Paulo, na última rodada da fase de grupos da Libertadores.

Se for punido - a pena varia de três a seis jogos fora -, Sheik não poderá ser opção na quarta-feira, então, deve entrar em campo no final de semana contra o time mineiro. Em caso de punição, troca: Sheik não joga domingo e joga na quarta-feira.

O Corinthians aguarda o julgamento pelo Tribunal de Disciplina da Conmebol. João Zanforlin, advogado do Timão, contou a confederação não tem prazo para o veredito. Pode ser ainda na segunda ou terça, antes do jogo.

"Não há prazo. É só um que julga, mas não sabemos com quem está o caso. Fizemos uma consulta, eles não deram data", disse, em entrevista ao LANCENET!.

"Os dois tiveram condutas antidesportivas, motivados por provocações. Não houve intenção de agredir, machucar...", completou.

Veja Mais:

  • Semana passada, chapa de Andrés Sanchez havia prometido duas mulheres na diretoria

    Conselheira é vetada da chapa de Andrés Sanchez no Corinthians e alega machismo: 'Fiquei sem chão'

    ver detalhes
  • Presidente vai definir na tarde desta quinta-feira a saída ou não de Flávio Adauto

    Reunião definirá situações de diretores dissidentes; contratações podem ser impactadas

    ver detalhes
  • Dentinho publicou fotos de 'poker alvinegro' nesta quarta-feira

    Dentinho publica fotos de 'poker alvinegro' com ex-goleiro do Corinthians e mesa personalizada

    ver detalhes
  • Andrés Sanchez vai concorrer à presidência do Corinthians pela segunda vez

    Andrés Sanchez pode perder foro privilegiado se cumprir promessa de campanha no Corinthians

    ver detalhes

Comente a notícia:

  • 1000 caracteres restantes